\imprensa Viva
.

Cármen Lúcia vai assumir relatoria da Lava Jato no lugar de Teori Zavascki, conforme antecipamos aqui ontem


Conforme antecipado aqui no Imprensa Viva na noite de ontem, 19, a presidente do Supremo Tribunal Federal, STF, ministra Cármen Lúcia, avocou para si a prerrogativa de homologação dos acordos de delação dos executivos da empreiteira Odebrecht. A ministra dará continuidade ao papel que era exercido pelo ministro Teori Zavascki, morto em um acidente aéreo na tarde de ontem.

Com a decisão, a previsão de homologação do acordo de delação da Odebrecht não sofrerá mais grandes atrasos, conforme era previsto por alguns analistas, nem a Lava Jato será ameaçada pela relatoria de um outro ministro simpático ao PT, como Dias Toffoli ou Ricardo Lewandowski.

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, também defendeu que Cármen Lúcia considere assumir, de imediato, o processo de homologação das delações premiadas de executivos da Odebrecht. A declaração foi dada logo após sua participação no velório de Zavascki, em Porto Alegre.

No artigo, ao comentar a nota divulgada por Cármen Lúcia na qual manifestou o seu pesar pela morte do ministro Teori Zavascki, publicamos a seguinte dedução:  "A fala da presidente do Supremo reforça a tese de que ela própria possa assumir a relatoria da Operação Lava jato na Corte, no lugar do ministro Teori Zavascki. Como presidente do Supremo, Cármen Lúcia  precisa apenas comunicar aos demais ministros que dada a gravidade do momento político institucional  do Brasil,  “avocará” para si  a RELATORIA dos processos relacionados com a Operação Lava Jato".



Leia o artigo AQUI

A informação foi confirmada pelo site O Antagonista aqui
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget