\imprensa Viva
.

Rodrigo Maia é delatado por executivo da Odebrecht. Pediu propina em troca de aprovação de medidas provisória


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi delatado por um dos ex-executivos da empreiteira  Odebrecht que assinaram acordos de delação na última semana. A empreiteira assinou o acordo de leniência com os procuradores da Lava Jato no dia 1º de dezembro. No dia seguinte, foi concluído o processo de assinatura de acordos de delação premiada de 77 executivos do grupo.


Rodrigo Maia foi delatado pelo ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho, que confirmou à força-tarefa da Operação Lava Jato que o atual presidente da Câmara participou do esquema de aprovação de projetos de interesse da empreiteira no Congresso em troca de propina, via caixa dois. Acompanhe abaixo o trecho em que o delator cita Rodrigo Maia, que aparece na planilha de propinas da Odebrecht com o codinome “Botafogo”:

"Pagamentos a parlamentares para aprovação da Medida Provisória n. 613/13 (“MP
613/2013”) Rodrigo Maia.

 Dep. Rodrigo Maia (codinome “Botafogo”): Durante a fase final da
aprovação da MP 613, o Deputado, a quem eu pedi apoio para
acompanhar a tramitação, aproveitou a oportunidade e alegou que ainda
havia pendências da campanha de Prefeito do Rio de Janeiro em 2012.
Solicitou-me uma contribuição e decidi contribuir com o valor
aproximado de R$ 100.000,00, que foi pago no início do mês de outubro
de 2013.
Referido parlamentar era visto por mim como ponto de interlocução
dentro da Câmara dos Deputados na defesa dos interesses da empresa".

O nome do presidente do Senado, Renan Calheiros, aparece na mesma delação.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget