\imprensa Viva
.

Renan e Lewandowski quebraram a cara com o golpe do fatiamento do impeachment de Dilma. Nada como um dia após o outro


O presidente do Senado, Renan Calheiros, não vai levar nada em troca do acordo com o PT e o ministro do STF, Ricardo Lewandowski para manter os direitos políticos de Dilma durante a votação do impeachment. O senador tinha feito um acordo com o PT e negociou o apoio para sua reeleição na Presidência da Casa em 2017.

Os senadores petistas Humberto Costa (PE) e Paulo Rocha (PA) participaram das negociações sobre o fatiamento do Impeachment com Renan para garantir que ex-presidente Dilma mantivesse seus direitos políticos.

O problema é que o acordo não vingou. A maioria do PT já sinalizou que vai votar no candidato lançado pelo PMDB,  Eunício Oliveira (CE), que será lançado oficialmente em janeiro.

Lewandowski também ficou sem o aumento de salário que havia negociado com Renan e o PT em troca da exposição negativa por defender o fatiamento do impeachment de Dilma. O presidente Michel Temer vetou o projeto de reajuste dos ministros do STF aprovado no Senado.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget