\imprensa Viva
.

PT usou dinheiro roubado da Petrobras para eleger presidente de El Salvador. Funes fugiu do país ao ser denunciado


A Folha publicou neste sábado um trecho da delação dos executivos da Odebrecht, no qual surgem informações de que o ex-presidente de El Salvador, Mauricio Funes, teve sua campanha eleitoral de 2008 bancada por dinheiro roubado da Petrobras. Os valores foram repassados pela Odebrecht ao marqueteiro do PT, João Santana e debitados na conta de propinas a que o partido tinha direito.

De acordo com os delatores, o abatimento teve a autorização expressa do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ligado a Funes e Vanda Pignato. As informações fazem parte do acordo de delação premiada de executivos da empresa assinado nesta semana por 77 executivos do grupo..

“Ex-primeira dama de El Salvador e militante do PT desde os anos 80, Vanda Pignato intermediou, segundo a Odebrecht, o pagamento de R$ 5,3 milhões de caixa dois feito pela empreiteira à campanha de Mauricio Funes (…).

O dinheiro, segundo delatores, foi pago em 2008 pela Odebrecht ao marqueteiro João Santana, que comandou a comunicação da campanha que elegeu Funes em março do ano seguinte.

O montante foi descontado do caixa do PT junto à empreiteira no qual eram feitos pagamentos de valores ilícitos, segundo disseram os delatores às autoridades”

Mauricio Funes, que se elegeu presidente de El Salvador com propina da Odebrecht, repassada por ordem de Lula, foi denunciado em 2014 por enriquecimento ilícito e fugiu para a Nicarágua".

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget