\imprensa Viva
.

Lula apresenta versão ridícula para tentar se livrar do flagrante da cobertura tomada por Sérgio Moro em São Bernardo


O ex-presidente Lula não se envergonha de sua covardia e prossegue ofendendo a inteligência dos Brasileiros e das autoridades ao justificar, de forma infantil, o uso de uma cobertura vizinha ao seu apartamento em São Bernardo do Campo. O imóvel é usado pelo petista desde 2003 e foi adquirido através de laranjas que receberam recursos oriundos de propinas destinadas ao petista pela empreiteira Odebrecht.

O laranja Glaucos da Costamarques, primo do amigo de Lula, José Carlos Bumlai, afirmou durante depoimento à Lava Jato, que o valor pago pelo aluguel de um apartamento que alegou ser de sua propriedade e usado por Lula e sua família era repassado diretamente a ele por Roberto Teixeira, advogado e amigo pessoal do petista.

Diante da incapacidade de comprovar o aluguel do imóvel, tanto Lula quanto Costamarques optaram por apresentar uma justificativa nada plausível. Costamarques afirmou o aluguel "não era exatamente pago". O valor era usado como compensação por uma “assessoria sobre imóveis” que ele prestava, segundo o engenheiro.

A defesa do ex-presidente vai tentar alegar que “assessoria sobre imóveis” prestada por Roberto Teixeira a Costamarques era cobrada através do "abatimento" informal do aluguel da cobertura usada por Lula. Uma história sem pé e sem cabeça.

Roberto Teixeira é réu na Lava Jato por crime de lavagem de dinheiro e José Carlos Bumlai já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro por crimes relacionados a corrupção e lavagem de dinheiro. O uso da cobertura por Lula foi descoberto por acaso durante a 24ª da Operação Lava Jato. O agentes da Polícia Federal se surpreenderam com o flagrante. Este mês, o juiz Sérgio Moro decretou o sequestro do imóvel usado por Lula e Sua família.

Para fechar a compra do referido imóvel, o primo de Bumlai recebeu em meados de 2010 algo em torno de R$ 800 mil da DAG Construtora, que por sua vez havia obtido repasses da Odebrecht de valor semelhante.

A acusação formal sobre os crimes relacionados ao imóvel foi acolhida pelo juiz Sérgio Moro na última segunda-feira (20/12), o que tornou p ex-presidente Lula réu pela quinta vez.

Este é o tipo de situação em que um criminoso se complica cada vez mais, na medida em que tenta se esquivar de seus crimes. Além da história fajuta montada pela defesa do petista, Lula complicou ainda mais sua situação perante as autoridades. Seus laranjas também foram arrastados para  o rolo e todos deverão responder por novos processos na Justiça. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget