\imprensa Viva
.

Lava Jato recebe prêmio mundial de combate a corrupção 2016 da organização Transparência Internacional. Graças ao PT


Os integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato estiveram neste sábado (03), no Panamá, para receber o prêmio anticorrupção 2016 conferido a maior investigação sobre corrupção do mundo pela organização Transparência Internacional. Os governos do PT do ex-presidente Lula e Dilma se tornaram vitrines mundiais sobre as inovações no campo das práticas criminosas na administração pública. Graças ao PT e as dimensões do assalto que praticaram nos cofres públicos ao longos dos últimos treze anos, Lava Jato se tornou a maior investigação criminal do mundo.

A Operação Lava Jato foi selecionada entre 575 esforços em todo o mundo no combate à corrupção.
A Transparência Internacional destacou que a Lava Jato se tornou ao longo dos últimos dois anos um dos maiores exemplos de combate à corrupção no planeta. E que ainda espera repercussões nos países em que empresas brasileiras – citadas na Lava Jato – possuem negócios.

Ao anunciar o prêmio, o presidente da Transparência Internacional, José Ugaz, citou o projeto das dez medidas contra corrupção e lembrou que nesta semana, a Câmara dos Deputados aprovou uma versão que desfigura o projeto.

A Transparência Internacional também condenou o que chamou de ‘tentativa de intimidação da Lava Jato’. “Há muitos outros países como foi visto neste evento, que estão muito interessados em replicar o que a força-tarefa da Lava Jato está fazendo. Reagiremos imediatamente se houver alguma tentativa para tratar de travar o avanço dessas investigações”, prometeu José Ugaz.

Coordenador da força-tarefa, o procurador Deltan Dallagnol também criticou as mudanças na Câmara e alertou que elas favorecem a impunidade.

“O que a Câmara dos Deputados fez foi desfigurar completamente o pacote anticorrupção. É natural que existe uma reação de auto-proteção, um instinto de auto-preservação por aqueles que praticaram a corrupção. Não são todos os parlamentares, certamente. Existem muitos parlamentares bons e comprometidos com o bem da sociedade”, disse  Dallagnol.

"O pano de fundo desses ataques é a negociação de acordo com uma companhia que pagou algumas das maiores propinas. A companhia tinha um departamento só para fazer esses pagamentos ilícitos. Dezenas de políticos foram envolvidos. Quanto mais perto estávamos do acordo, maiores eram as reações do Congresso. Nessa semana, a Câmara dos Deputados cruzou a linha".

"Nessa semana, quando uma tragédia levou o país a um grande luto, homens impiedosos colocaram em curso uma estratégia cruel. Enquanto o Brasil chorava o acidente aéreo que matou diversos jogadores de futebol, enquanto as manchetes estavam cheias de dor, deputados da Câmara trabalharam ao longo da noite para infligir o mais forte ataque que a Lava Jato sofreu ao longo de mais de dois anos de vida", observou o procurador.

Vaja abaixo um vídeo produzido pela Transparência Internacional. sobre a Lava Jato:

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget