\imprensa Viva
.

Gilmar Mendes ataca a Lava Jato e defende golpe da madrugada de Rodrigo Maia e do PT na sociedade


O ministro do Supremo Tribunal Federal, STF, Gilmar Mendes, voltou a atacar a força-tarefa da Operação Lava Jato e criticou o colega do Supremo,  ministro Luiz Fux, que determinou que o projeto das 10 medidas contra a corrupção, mutilado no plenário da Câmara, seja devolvido a Casa.

Gilmar Mendes afirmou que  Luiz Fux deveria "fechar o Congresso de uma vez e dar a chave ao procurador Deltan Dallagnol [da Lava Jato]".

O ministro defendeu o golpe praticado na Câmara dos Deputados contra a sociedade e seu queixou da determinação do colega, que decidiu em liminar que o projeto das 10 medidas seja votado novamente pelos parlamentares, que se aproveitaram da comoção nacional com a tragédia da Chapecoense e destruíram o projeto de anticorrupção que foi apresentado ao parlamento por meio de uma proposta de iniciativa popular.

A coleta de assinaturas à proposta foi liderada pelo procurador Dallagnol e apoiada pela força-tarefa da Operação Lava Jato.

"Ele [Fux] decidiu decidir pelo Congresso. Anulou uma votação que teve a participação de 400 parlamentares. E quer criar um novo rito de tramitação [das propostas de iniciativa popular] sendo que todas as outras, como por exemplo a da lei da Fichal Limpa, tramitaram da mesma forma", avaliou o ministro.

"É mais fácil então ele substituir o Congresso pela equipe da Lava Jato" segue. "Todos sabem que o projeto foi feito pela equipe da Lava Jato e quer atende a interesses de empoderamento dessa equipe. Fux então deveria entregar a chave do parlamento a eles", ironiza Gilmar Mendes.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget