\imprensa Viva
.

Depois de Dilma, Gleisi Hoffmann, Eduardo Suplicy e Tarso Genro, Edinho Silva também recomenda que PT admita que é corrupto


Na medida em que a situação do ex-presidente Lula se complica na Lava Jato e em outras frentes de investigações, mais e mais petistas se precipitam rumo ao precipício político. A prisão da liderança máxima do partido pode até ser contestada por alguns militantes mais aguerridos. Mas entre aqueles que ainda nutrem ambições no campo político, a situação é outra completamente diferente.

Diante da encruzilhada que separa o destino do partido antes e pós-prisão de Lula, muitos tentam se antecipar aos fatos, assumindo que o melhor a ser feito seria assumir seus "erros" históricos. Gente como a ex-presidente Dilma Rousseff, a senadora Gleisi Hoffmann, o vereador Eduardo Suplicy e o ex-ministro Tarso Genro já defenderam publicamente esta postura.

Agora foi a vez do ex-ministro da Comunicação Social do governo Dilma, Edinho Silva, apontar para o mesmo caminho. Segundo o prefeito eleito de Araraquara,  O PT precisa reconhecer seus erros e, a partir disso, reivindicar suas conquistas, para continuar tendo relevância no cenário político brasileiro.

Para ele, a sociedade esperava que o PT fosse diferente de outros partidos, que fizesse as reformas necessárias e que não caísse no jogo sujo dos esquemas ilícitos de financiamentos de campanhas, o que não ocorreu. Edinho concedeu uma entrevista à Folha, na qual falou a necessidade do PT assumir que foi essencialmente um partido corrupto ao longo dos últimos anos.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget