\imprensa Viva
.

Delator entrega esquema de Romero Jucá, Renan Calheiros e Eunício Oliveira com a Odebrecht no Senado


O ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho afirmou, em anexo entregue ao Ministério Público Federal, relato sobre como funcionava o esquema de distribuição de propinas ao PMDB no Senado Federal. As estrelas de sua delação são os Senadores Romero Jucá, Renan Calheiros e Eunício Oliveira. Acompanhe um trecho da delação do ex-executivo sobre como funcionava o esquema da Odebrecht no Senado envolvendo parlamentares da Casa:

"O núcleo dominante do PMDB no Senado Federal tem a sua cúpula formada pelos Senadores Romero Jucá, Renan Calheiros e Eunício Oliveira. Esse grupo é bastante coeso em suas atuações e possui enorme poder de influência sobre outros parlamentares, tanto dopartido como de outras legendas. Esse fato dá a esse núcleo grande poder de barganha, pois possui a capacidade de praticamente ditar os rumos que algumas matérias serão conduzidas dentro do Senado Federal.

Os papéis desempenhados por cada um dos Senadores dentro do grupo são bastante claros. Pela sua capacidade de interlocução política (tendo sido líder do governo por vários anos seguidos), o Senador
Romero Jucá pode ser considerado o “homem de frente” nas tratativas diretas com agentes particulares. Um exemplo disso é encontrado no fato de que o gabinete do Senador sempre foi concorrido e frequentado por agentes privados interessados na sua atuação estratégica.

Exatamente por essa posição destacada, o Senador Romero Jucá, no meu entendimento, é o principal responsável pela arrecadação de recursos financeiros dentro do grupo do PMDB no Senado. Dedico a ele um relato à parte exclusivo, pois foi ele o meu principal interlocutor dentro do Senado Federal. A minha experiência deixou claro que o Senador Romero Jucá centralizava o recebimento de pagamentos e distribuía os valores internamente no grupo do PMDB do Senado Federal, especificamente, no que posso atestar com total segurança, no que diz respeito aos Senadores Renan Calheiros e Eunício Oliveira.

O Senador Renan Calheiros, embora algumas vezes interagisse diretamente comigo, como detalho no Anexo 2.3, atuava, em regra, sob a representação do Senador Romero Jucá, delegando a ele a tarefa
de negociar, em seu nome, os repasses financeiros decorrentes de auxílios legislativos. Ainda que, em alguns casos, eu não tenha tive tratado diretamente com o Senador Renan Calheiros, eu sempre tive a certeza de que os entendimentos acertados com Romero Jucá eram automaticamente acertados com Renan. Acredito que existia, de fato, uma relação de preposição, em que o Senador Romero Jucá falava em nome dos dois.

Desde que assumiu mandato de Senador, em 2011, o Senador Eunício também passou a ser representado pelo Senador Romero Jucá. Percebia isso quando eu tratava com Romero Jucá, que deixava claro que seus pedidos e alinhamentos representavam também a vontade do
Senador Eunício Oliveira. O grupo político dominante do PMDB no Senado Federal, portanto,
concentra grande poder e, centralizado em Romero Jucá, arrecada recursos financeiros que são repassados internamente dentro dos nomes associados a esse grupo". 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget