\imprensa Viva
.

A prisão de Lula e os tumultos do PT - Cármen Lúcia se reúne com comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas


A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, recebeu há poucos dias o comandante-geral do Exército, general Eduardo Villas Bôas para tratar de assuntos relacionados a estabilidade política do país no ano de 2017. Na pauta da reunião, foram abordados temas como a segurança institucional e as estratégias para conter possíveis tumultos e protestos de movimentos sociais controlados pelo PT diante da eventual prisão do ex-presidente Lula.

Líderes de movimentos sociais como Vagner Freitas, da CUT, a Central Única dos Trabalhadores, João Pedro Stédile. líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), e Guilherme Boulos, do Movimento Sem Teto, MTS, já se pronunciaram várias vezes sobre a disposição de criar tumultos durante a prisão de Lula.

Além dos movimentos sociais citados acima, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, também já demonstrou sua disposição de encorajar a militância petista para que promovam atos violentos em protesto contra a prisão do líder máximo do partido. A morte da ex-primeira dama Marisa Letícia não altera em nada os processos que pesam contra o ex-presidente Lula e não motivos para conter os desdobramentos da Justiça apenas por receio de ameaças e tentativas de intimidar as autoridades.

A reunião da presidente do Supremo com o om comandante do Exército serve para mostrar  que o Brasil tem instituições fortes com disposição para defender o cumprimento da Lei e as ações da Justiça contra qualquer criminoso, seja um traficante, empresário ou político. Cármen Lúcia e o general Villas Bôas são pessoas determinadas a defender a Justiça, a constituição e a ordem no país.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget