\imprensa Viva
.

A mentira de Manuela D'Ávila sobre a invenção do iPhone. A comunista comediante


O comunismo é uma piada. Os comunistas são comediantes. A deputada Manuela D´Ávila (PCdoB-RS), inconformada com o fato de seu ídolo Fidel Castro ter falecido justamente numa Black Friday, o dia que é símbolo do consumismo mundial, resolveu fazer piada com a própria tragédia. Piada aos olhos de pessoas sensatas, é claro. Tem gente que ainda leva certas bobagens a sério.

A comunista amante dos inventos americanos fez chover comentários na internet ao publicar um vídeo em seu Facebook no qual fala a bobagem que o iPhone foi inventado por um comunista, Na verdade, Manuela não aguentava mais ser desafiada pela pergunta "socialista pode ter iPhone?

Para tentar justificar suas contradições ideológicas, Manuela D´Ávila trouxe à tona a velha lenga lenga de que foi um comunista, o engenheiro Leonid Ivanovich Kupriyanovich, o verdadeiro inventor do primeiro celular do mundo. Os comunistas e socialistas de plantão vibraram diante da possibilidade de alegar que algum comunista inventou alguma coisa que preste neste mundo.

É uma pena desapontar toda esta gente. O aparelho "inventado" pelo pobre Leonid Ivanovich Kupriyanovich em 1957 era nada mais que um plágio mal acabado do "walkie-talkie", inventado e patenteado pelo americano Don Hings vinte anos antes.

O primeiro verdadeiro walkie-talkie foi construído por Hings em 1937, mas não era chamado de walkie-talkie na época. Nas notas de Hings, era simplesmente um rádio de campo de duas vias. Eles também eram chamados de conjuntos sem fio, ou "conjuntos de pacotes". O termo "walkie-talkie" (às vezes "talkie-walkie") foi cunhado por jornalistas relatando sobre essas novas invenções durante a guerra.

Os primeiros walkie-talkies foram praticamente ignorados pelo mundo em geral até a guerra irromper em 1939, quando de repente se tornou uma tecnologia militar valiosa. Hings colaborou com o Departamento de Defesa e Conselho Nacional de Pesquisa em Ottawa para ajudar a reconstruir sua invenção para uso em batalhas.  O modelo C-58 Pack Set, no qual foi baseado o modelo  LK-1 do comunista Kupriyanovich, foi um projeto extremamente bem sucedido e teve seu uso ampliado para todos os setores comercias e residências.

Entre as inovações no Walkie-Talkie C-58, estavam antenas variáveis ​​e fontes de alimentação para a máxima versatilidade e durabilidade, um scrambler voz para evitar espionagem e um filtro especial que eliminou os ruídos de batalha da transmissão. Mesmo em meio a ruídos de motores e tiros. Tudo isso em um pacote leve, de alto desempenho, durável, sem peças móveis e extrema simplicidade de operação, como exigiam os militares.

Em 1952, Don Hings produziu um modelo com menos de 100 gramas, com bateria capaz de durar mais de 20 horas e alcance superior a 20 quilômetros. O modelo era capaz de se comunicar com uma base fixa ou móvel que permitia duplicar o alcance a cada nova base de retransmissão. O modelo também permitia a comunicação com todos os equipamentos na área de cobertura das antenas. Estas "inovações" foram "incorporadas" aos "inventos do comunista apenas cerca de dez anos depois.

Os Laboratórios Bell, dos Estados Unidos, também desenvolveu em 1947 um sistema telefônico de alta capacidade, interligado por diversas antenas, sendo que cada antena era considerada como uma célula. Foi neste período que o dispositivo de comunicação móvel passou a ser identificado pelo nome de "celular". Antes do comunista da Manuela

Em 1956, a empresa sueca Ericsson desenvolveu seu primeiro celular, denominado Ericsson MTA (Mobilie Telephony A). O Ericsson MTA também foi apresentado ao mundo antes do Walkie-Talkie do comunista da Manuela.

Mas foi a empresa americana Motorola que concebeu a base tecnológica que ditaria o modelo a ser seguido pela indústria mundial de comunicação móvel. Embora tenha desenvolvido seu primeiro modelo de celular rudimentar em 1973, a Motorola apresentou uma concepção mais próxima do se entende hoje como um celular apenas em 1979. A tecnologia começou a engatinhar no mercado apenas em 1983, primeiramente no Japão, Suécia e Estados Unidos, para então se consolidar como o modelo que deu de fato origem a revolução na comunicação móvel. Martin Cooper, então dono da Motorola, é considerado o inventor do celular em virtude das inovações e milhares de patentes que viabilizaram o desenvolvimento do dispositivo que dominou o mundo a partir da década de 90.

Já o plágio de walkie-talkie do comunista Kupriyanovich de Manuela D´Ávila, fracassou como produto em todo o mundo, assim como o comunismo.

Vale lembrar que nada disso seria possível sem a genialidade da  atriz e inventora austríaca radicada nos Estados Unidos, Hedy Lamarr. A sua mais significativa contribuição tecnológica deu-se durante a Segunda Guerra Mundial, tendo sido a sua co-invenção, juntamente com o compositor americano George Antheil, de um sistema de comunicações para as Forças Armadas dos Estados Unidos que serviu de base para a atual telefonia celular.

Embora as telas sensíveis ao toque tenham sido concebidas de forma rudimentar pelo inventor inglês E. A. Johnson, em meados dos anos 60,  o grande salto na história dos dispositivos com este tipo de tela foi dado pela empresa americana Hewlett-Packard Company, a famosa HP. O primeiro computador equipado com esta tecnologia chegou ao mercado em setembro de 1983. Era o HP-150, que vinha equipado com MS-DOS e trazia um monitor de CRT  de 9 polegadas sensível ao toque. Um sistema infravermelho reconhecia quando um dedo tocava o display.

Não precisa lembrar que Manuela D'Ávila mente no vídeo sobre vários assuntos em sua tentativa desesperada de exaltar o comunismo, um regime fracassado em todos os lugares do mundo, inclusive na ilha de Fidel Castro, que sempre abaixou a calcinha em troca dos dólares americanos
Agora, mais do que nunca. Mandar um comunista para Cuba é mesmo que mandá-lo para Miami, com a diferença que na ilha de Fidel é tudo mais barato e o povo se vende por alguns centavos.

Quando for mandar um comunista para algum lugar, mande para a Coréia do Norte,  único lugar no mundo onde o comunismo ainda impera. O problema é que lá, ninguém entra e ninguém sai. Homossexuais, negros, escritores ou qualquer um que for lá pregar a liberdade de expressão é preso e executado. Por "sinal", o líder norte coreano Kim Jong-un é um Apple Maniaco inveterado e idolatra todos os produtos lançados pela empresa de Cupertino, na Califórnia.

Manuela D'Ávila é uma comediante. Na verdade, comunista que se preze, não usa nem celular, que dirá iPhone. Comunista de verdade não usa computador, microondas, geladeira, jeans, tênis, TV, lâmpada, GPS ou quase todos os objetos essenciais para a vida moderna, pois foram todos inventados pelos americanos capitalistas. Comunista de verdade não existe.

Abaixo, o vídeo da humorista Manuela D'Ávila:

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget