\imprensa Viva
.

MST virou organização criminosa. Polícia faz mega operação para prender 14 membros do grupo, acusados de vários crimes


Vários integrantes do Movimento dos Sem Terra foram alvos de mandados judiciais na manhã desta sexta-feira (4) em três estados. 14 membros do grupo foram presos preventivamente, acusados de  participar de uma organização criminosa investigada por furto e dano qualificado, roubo, invasão de propriedade, incêndio criminoso, cárcere privado e porte de arma ilegal, entre outros crimes.

Segundo as autoridades, o grupo mantinha uma espécie de milícia privada que atuava de forma coordenada em ações criminosas as mais variadas. Batizada de Operação "Castra", que traduzido do latim significa latifúndio, a ação foi desencadeada em Quedas do Iguaçu, Francisco Beltrão e Laranjeiras do Sul, no Paraná; e também em São Paulo e em Mato Grosso do Sul.

Todos os alvos da operação são integrantes do MST e incluiu o vereador do PT, Claudelei Torrente de Lima (PT), que foi o mais votado nas eleições deste ano em Quedas do Iguaçu. Ele foi preso por volta das 7h30.

Um dirigente nacional do MST também está entre os alvos da operação, segundo a polícia. Durante a manhã,  os agentes da Polícia cumpriram 14 mandados de prisão, 10 de busca e apreensão e dois de condução coercitiva, que é quando a pessoa é levada para prestar depoimento. Até as 12h, oito pessoas tinham sido presas: seis em Quedas do Iguaçu, uma em Laranjeiras do Sul e uma em Francisco Beltrão.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget