\imprensa Viva
.

Dono de funerária protesta contra a escalada na morte de Policias em serviço


A morte de quatro policiais na queda do helicóptero durante operação do Comando de Operações Especializadas (COE), na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio de Janeiro causou comoção no Estado. Além dos familiares e membros da corporação, a trágica morte de quatro membros altamente qualificados da PM causou indignação e revolta nas redes sociais.

Na foto acima, que passou a circular na madrugada desta segunda-feira, 21, um homem que sugere ser o dono de uma funerária fez o seu protesto. Segurando um cartaz em que afirma ter preferência por clientes bandidos, o homem sinaliza que o alto número de policiais mortos em todo o país chegou a um ponto acima do tolerável. O aumento da criminalidade ao longo dos últimos treze anos de governos do PT foi maior no Rio de Janeiro. A crise econômica atingiu o estado em cheio, graças ao gigantesco esquema de corrupção na Petrobras.

Os quatro policiais mortos na queda do helicóptero são Rogério Melo, Willian de Freitas Schorcht, Camilo Barbosa Carvalho e Rogério Felix Rainha. Eles participavam da operação sobre a região dando cobertura para homens de diversos batalhões da PM.

Técnicos do terceiro serviço regional do Centro de Investigação e Prevenção de acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foram até o local da queda da aeronave na noite de sábado 19) e realizaram os exames preliminares de investigação sobre as possíveis causas da queda da aeronave. Testemunhas garantem que o helicóptero foi atingido por disparos dos criminosos locais. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget