\imprensa Viva
.

Dilma derrubou Hillary Clinton, dizem analistas americanos.


Analistas americanos estabeleceram um elo entre a derrota da democrata Hillary Clinton para o republicano Donald Trump ao desastre da administração da ex-presidente Dilma Rousseff, que ceifou milhões de empregos no Brasil graças a sua incompetência.

Os analistas atentam para o preocupante exemplo vindo do Brasil e da Austrália, onde, nos últimos anos, as líderes femininas pioneiras decepcionaram seus eleitores profundamente. Os exemplos negativos da ex-presidente Dilma Rousseff e da ex-primeira-ministra australiana Julia Gillard não possuem paralelos com algumas mulheres líderes exitosas na história política, como a ex-primeira ministra da Inglaterra, Margaret Thatcher, da chanceler alemã, Angela Merkel ou de Indira Gandhi, que foi primeira-ministra da Índia entre 1966 e 1977 e entre 1980 e 1984.

O fracasso de Dilma lançou uma enorme nuvem de dúvidas sobre a América, e seu péssimo exemplo fortaleceu a falsa perspectiva de que este não seria o momento apropriado para correr o risco de eleger uma mulher como a comandante da nação mais poderosa do mundo. Como a margem de vantagem do  republicano Donald Trump foi estreita, a conclusão é a de que qualquer fator externo possa ter influenciado no resultado das eleições americanas.

O exemplo de Dilma foi péssimo para as mulheres em todo o mundo, dizem os analistas. Seu envolvimento em corrupção e financiamento de suas campanhas com dinheiro desviado da estatal petrolífera brasileira contribuiu para o aumento da desilusão de que as mulheres não são corruptas. A porcentagem de americanos que passaram a ter uma visão "fortemente desfavorável" sobre a candidatura de Hillary excede substancialmente a porcentagem de qualquer outro candidato democrata desde 1980.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget