\imprensa Viva
.

CPI do Incra e Funai investigará 500 mil irregularidades apontadas pelo TCU. MST na mira das investigações


A nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados é destinada a investigar denúncias de irregularidades na demarcação de terras indígenas e quilombolas.  O foco da comissão deve ser na apuração de denúncias sobre a destinação e o uso de recursos que deveriam ser aplicados na atenção das comunidades indígenas e quilombolas, principalmente na área de educação e saúde, e em fraudes detectadas em laudos de demarcação e ações de várias Ongs. O colegiado deve continuar, ainda, a as apurações de mais de 500 mil irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em assentamentos do Incra.


A Comissão elegeu nesta quarta feira, 9,  deputado Alceu Moreira (PMDB-RS) como presidente do colegiado e para vice-presidentes os deputados Luiz Carlos Heinze (PP-RS), Mandeta (DEM-MS) e Nelson Marquezelli (PTB-SP).

A relatoria vai ficar com o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT). A CPI vai investigar a atuação da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) nas demarcações de terras.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget