\imprensa Viva
.

Collor deu calote no Bradesco e deixou de pagar vária parcelas de R$ 39 mil da Lamborghini. Banco quer tomar o carro


O senador Fernando Collor de Mello deve ficar sem sua Lamborghini Aventador, após dar um calote no Bradesco. O ex-presidente alagoano teve o carro apreendido há cerca de um ano por suspeita de lavagem de dinheiro desviado da Petrobras. O veículo foi apreendido em uma das fases da Operação Lava Jato, mas foi devolvido ao parlamentar por uma decisão da Corte. O carro é avaliado em mais de R$ 3 milhões. Collor conseguiu reavê-lo na Justiça, mas por razões óbvias, (o receio de perdê-lo cedo ou tarde), deixou de pagar boa parte das 60 parcelas de R$ 39,3 mil ao banco Bradesco.

Esta semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki pediu hoje (23) parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) para decidir sobre o pedido feito pelo Bradesco para apreensão da Lamborghini Aventador  Collor.

Ao Supremo, os advogados do banco explicaram que a empresa Água Branca, ligada ao senador, deixou de pagar as parcelas do financiamento do carro em junho deste ano. Segundo o banco, em 2014, Collor fez, por meio da empresa, um financiamento de R$ 1,6 milhão, que seria pago em 60 parcelas de R$ 39,3 mil. Como as parcelas deixaram de ser pagas, a instituição bancária recorreu à Justiça de São Paulo para tomar o carro, mas a decisão do STF impediu a apreensão da Lamborghini.

Quatro carros de luxo – entre eles a Lamborghini – foram apreendidos na residência do senador em julho de 2015, durante a Operação Politeia, um dos desdobramentos da Lava Jato. A apreensão dos carros foi requerida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O procurador acusa Collor de receber cerca de R$ 26 milhões de propina em contratos da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. Pelas acusações, o senador foi denunciado ao Supremo pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Em outubro do ano passado, o ministro do STF Teori Zavascki atendeu a pedido da defesa de Collor e determinou que a Polícia Federal devolvesse uma Ferrari, uma Lamborghini, um Land Rover e um Bentley ao parlamentar, que deverá guardá-los sob a condição de fiel depositário. Os advogados alegaram que os carros de luxo precisam de cuidados especiais e não podem ficar no depósito da PF.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget