linkaki

Após ameaça de multa diária de R$ 10 mil para cada ocupante, estudantes desocupam escola pacificamente


Um grupo de invasores  que ocupava o núcleo regional da educação no Paraná havia acabado de decidir manter a ocupação por tempo indeterminado, mesmo após o governo endurecer a negociação e chegar a cortar luz e água do prédio.

Durante as negociações com os Membros do Ministério Público, OAB, Defensoria Pública e uma oficial de justiça, além da própria Polícia Militar, os estudantes permaneceram sentados no saguão do prédio, em roda, enquanto se recusavam a desocupar o prédio.

Logo em seguida, foram informados que o governo do Paraná obteve uma ordem de reintegração de posse nesta terça-feira. Pesou na decisão a multa diária de R$ 10 mil, prevista na ordem de reintegração, para cada aluno.

Em apenas cinco minutos, todos resolveram sair pacificamente do local. Os ocupantes saíram de braços dados, aos gritos de "A nossa luta é todo dia, educação não é mercadoria" e "Ocupar e resistir".

"Eles entenderam que, ali, se esgotou. A pauta tem que ser levada para outro lugar, para a rua", disse o advogado Anderson Rodrigues Ferreira, da comissão da Criança e Adolescente da OAB Paraná.




Informe seu Email para receber notícias :