\imprensa Viva
.

Alerta de terrorismo no Brasil. Grupo extremista "A Religião Verdadeira" banido na Europa atua no Brasil


As autoridades alemãs proibiram a atuação do grupo extremista muçulmano denominado "A Religião Verdadeira" de atuar no país e realizou uma mega operação em escritórios e endereços usados pelos integrantes da organização. Segundo as investigações da Polícia Alemã, o grupo contribui para o recrutamento de jovens islamitas jihadistas, levando adeptos e ativistas a glorificar ataques terroristas e atua a serviço da milícia terrorista Estado Islâmico (IS) .

Os participantes recrutados na Alemanha já estão integrando a jihad, a "guerra santa", para a Síria ou viajando ao Iraque."A campanha nacional e internacional do grupo é cada vez maior e o grupo tem foco no recrutamento de jovens e adolescentes.

Nesta terça-feira, 15, o grupo extremista muçulmano “A Religião Verdadeira” foi banido da Alemanha por ordem do governo. O Ministério do Interior alemão investigava desde 2011 o líder do grupo, o palestino naturalizado alemão Ibrahim Abou-Nagie. Ele pertence à corrente salafista do Islã, é um movimento ultraconservador dentro do ramo sunita.

Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (15), o ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, explicou o banimento do grupo. “Sob o pretexto de promover o Islã, e sob o pretexto de uma distribuição supostamente inofensiva de traduções do Alcorão em zonas de pedestres, mensagens de ódio estavam sendo propagadas e pessoas estavam sendo radicalizadas”, enfatizou.

“A Religião Verdadeira” distribuiu milhares de cópias do Alcorão na Alemanha, onde Abou-Nagie vivia. Nos últimos anos, voluntários do grupo distribuíam exemplares em locais com um cartaz que diziam: “Leia! A verdadeira palavra do teu Senhor!”. Eles estão presentes em 15 países, incluindo França, Reino Unido, Suécia e Áustria.

A mesma técnica está sendo usado pela “Religião Verdadeira” no Brasil, único país da América Latina onde estão ativos. Segundo a Deutsche Welle, principal agência de notícias da Alemanha, Abou-Nagie esteve em julho por aqui. Seu grupo está sediado em Florianópolis, onde ele faz distribuição de Alcorão e literatura islâmica.

A página do grupo no Facebook mostra os voluntários seguindo a mesma estratégia que já colocaram em prática em outros países. Todo o layout dos cartazes, da literatura e das camisetas usadas no Brasil utilizam o mesmo padrão usado por eles na Europa.

Na rede social é possível ver que a campanha mais recente ocorreu no último sábado. Procurado na Alemanha, Abou-Nagie, de 52 anos, aparece participando da distribuição em Florianópolis.

Autor: Jarbas Aragão 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget