\imprensa Viva
.

A conversa que Claero gravou com Temer. Leia aqui a transcrição completa


A transcrição da conversa gravada pelo ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero com Michel Temer comprova sua má fé ao insinuar que o teria agido de forma não republicana em relação ao caso envolvendo o ex-ministro Geddel Vieira Lima.

>> Leia abaixo a transcrição da conversa na qual Calero pede demissão a Temer:

Marcelo Calero: Oi, presidente.

Michel Temer: Oba. Oi, Marcelo, tudo bem, Calero?

Marcelo Calero: Como vai o senhor, tudo bem?

Michel Temer: Bem, graças a Deus.

Marcelo Calero: Maravilha.

Michel Temer: Então...

Marcelo Calero: Eu fiz uma reflexão muito grande de ontem pra hoje e agradeço...

Michel Temer: Pois não...

Marcelo Calero: ... muito por o... por senhor ter insistido, mas eu realmente...

Michel Temer: ...Hum...

Marcelo Calero: ...quero pedir minha demissão e quero que o senhor aceite, por gentileza, porque eu não me vejo mais com... com condições e espaço de estar no governo.

Michel Temer: Interessante.

Marcelo Calero: É... então, assim...

Michel Temer: Tudo bem. Se você não... se é sua decisão, viu, o Calero, tem que respeitar. Ontem acho que até fui um pouco inconveniente, né? Insistindo muito pra você... pra você permanecer é.. confesso que não vejo razão pra isso mas você terá as suas razões.

Marcelo Calero: Sem dúvida.

Michel Temer: Mas eu respeito (...)

Marcelo Calero: Sem dúvida. Tá ótimo.

Michel Temer: Tá bom?

Marcelo Calero: Lhe agradeço muito.

Michel Temer: Na segunda... na segunda-feira eu vejo isso. Tá bom?

Marcelo Calero: Tá ótimo, presidente.

Michel Temer: Tá bom.

Marcelo Calero: Um abraço.

Michel Temer: Abraço, viu, Calero.

Marcelo Calero: Até logo. Tchau tchau.

Calero afirmou no início de sua denúncia que havia gravado conversas com Temer para comprovar que o presidente havia agido em favor do ex-ministro Geddel. O problema é que Calero não contava com a atitude de Temer, que exigiu a divulgação da gravação transcrita acima.

Calero tem planos de se lançar candidato em 2018 e vinha sofrendo pressão da classe artística e de setores da esquerda para evitar o aprofundamento das investigações da CPI da Lei Rouanet.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget