\imprensa Viva
.

PT, PSOL, REDE e PCdoB tentaram obstruir liberação de R$ 1,1 bilhão para a educação. Governo Temer e Estudantes venceram


Os estudantes brasileiros deveriam acompanhar mais atentamente as votações sobre projetos de seu interesse no Congresso. Sobretudo como votam os parlamentares dos partidos que eles defendem. Num esforço diante da grave crise econômica, o governo Temer ousou superar os desafios impostos pela administração petista na área da educação e conseguiu aprovar um crédito extra de R$ 702,5 milhões do Orçamento da União para o FIES. A medida irá beneficiar 2 milhões de estudantes que se encontram em situação irregular. O PLN 8 ainda garantiu R$ 400,9 milhões para o ENEM. Saldo final desta gigantesca vitória do MEC: R$ 1,1 bilhão.

O governo Dilma cortou cerca de R$ 10,2 bilhões para a área da educação e deixou milhões de alunos em sérias dificuldades. Muitos corriam o rusco de terem seus contratos de financiamento estudantil rompidos e suas matrículas canceladas.

Uma votação como esta deveria ser do interesse de todos os parlamentares, de todos os partidos, pois todos conhecem a fundo os problemas enfrentados pelos estudantes ao longo dos últimos meses. O problema é que os integrantes do PT, PSOL, REDE e PCdoB tentaram obstruir a votação apenas com o objetivo de causar embaraços para o governo, sem se importar com a situação dos estudantes em todo o Brasil. Além do 1,5 milhão de contratos a serem renovados, há outros 75 mil novos financiamentos

O comportamento da esquerda não surpreende. O objetivo destes partidos é sempre o mesmo: o poder a qualquer custo. A tática de voltar ao poder consiste em tentar inviabilizar qualquer governo fazendo oposição sistemática a qualquer projeto que resulte em benefícios para a população.

Foi assim com a Constituição, com o Plano Real e com a Lei de Responsabilidade Fiscal, para citar apenas alguns exemplos. Embora nem todos os estudantes que se dizem comunistas estejam preocupados com os estudantes mais necessitados, seria bom que fossem ao menos mais coerentes.

Apesar das tentativas dos partidos de esquerda em obstruir a votação, na ocasião, o Congresso Nacional aprovou em sessão conjunta da Câmara e do Senado autorização de liberação de R$ 1,1 bilhão para o Ministério da Educação realizar o Enem e destravar a renovação dos contratos do Fies, o programa federal de financiamento de estudantes da rede particular de ensino superior.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget