\imprensa Viva
.

Polícia Federal confirma indiciamento de Lula e informa que repasse de propina para seu sobrinho foi de R$ 31 milhões


A Polícia Federal confirmou o indiciamento do ex-presidente Lula por crime de corrupção e informou na tarde desta quinta-feira, 05,  que os valores atualizados da propina recebida por seu sobrinho chega a R$ 31 milhões.

Taiguara Rodrigues, o sobrinho do ex-presidente recebeu os valores em forma de propina que a Odebrecht, como forma de compensação por um contrato intermediado pelo ex-presidente na Angola e a liberação de recursos do BNDES.

 Para repassar a propina ao sobrinho de Lula a empreiteira contratou sua empresa, a Exergia.. Após cinco meses de investigações, a PF concluiu o inquérito da Operação Janus e indiciou o Lula por corrupção passiva. Segundo a PF, Lula foi contemplado com o pagamento de despesas pessoais pela empreiteira. Em contrapartida, o ex-presidente teria facilitado o caminho para a Odebrecht fechar contratos na África.

A investigação comprovou que Taiguara firmou um contrato milionário com a Odebrecht, em 2012 na obra de ampliação e modernização da hidrelétrica de Cambambe, em Angola. O empreendimento foi financiado pelo BNDES facilitado através da influência do ex-presidente junto ao governo Dilma.

Também foram indiciados no inquérito da Operação Janus o próprio Taiguara e, ainda, o empresário Marcelo Bahia Odebrecht - preso na Lava Jato desde 19 de junho de 2015 - e outros sete executivos da empreiteira, estes todos por corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, "as provas recolhidas ao longo dos dez meses de investigação demonstram que a empreiteira Odebrecht teria pago R$ 20 milhões à empresa Exergia, em valores atualizados o valor chegaria a R$ 31 milhões".

"Esse pagamento ocorreu sem a devida prestação dos serviços de engenharia em empreendimentos de infraestrutura financiados pelo BNDES em Angola", diz o relatório da PF.

"Os indiciados, na medida de suas participações, poderão responder pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro", destaca a PF.

O inquérito seguirá agora para análise do Ministério Público Federal, que vai decidir sobre apresentação de eventual denúncia à Justiça contra Lula e os outros indiciados. Em caso de acolhimento da denúncia,  Lula se torna réu em mais um inquérito. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget