\imprensa Viva
.

PF conclui perícia financeira e patrimonial de filho de Lula que fugiu para o Uruguai e encontra gastos incompatíveis


O filho do ex-presidente Lula, Luís Cláudio Lula da Silva, gastou pelo menos R$ 200 mil a mais do que ganhou entre os anos de 2011 a 2014. É o que aponta um laudo concluído pela Polícia Federal, que concluiu uma perícia financeira e patrimonial do caçula de Lula. Luis Claudio já se encontra morando e trabalhando no Uruguai.

A perícia foi realizada a pedido do delegado Márcio Anselmo, da força-tarefa da Operação Lava Jato. O laudo foi apresentado pelo o departamento técnico da PF, que analisou a compatibilidade entre as movimentações financeiras e os rendimentos de Fábio Luís e Luís Cláudio entre os anos de 2011 e 2014 . O resultado aponta que Luís Cláudio Lula da Silva teve variação patrimonial a descoberto, ou seja, seu patrimônio superou os recursos declarados à Receita Federal, entre os anos de 2011 e 2013 e no acumulado dos quatro anos analisados.

A perícia destaca que, no ano de 2013, auge da farra dos desvios da Petrobras, Luis Claudio gastou mais de 300.000 reais em cartões de crédito, ou quase mil reais por dia. Durante este ano, o caçula de Lula andava dando carteirada em boates badaladas de São Paulo.

Os gastos foram superiores às fontes de receitas declaradas por Luís Cláudio à Receita. “A evolução patrimonial a descoberto (falta de recursos) atinge valores superiores a R$ 200 mil, quantia essa significativa frente à posição patrimonial do investigado”. Em 2014 os gastos a crédito também foram maiores que seus recursos.

“Observe-se que dos cerca de R$ 1,43 milhão de rendimentos brutos do investigado no período de 2011 a 2014, aproximadamente R$ 246 mil foram oriundos da empresa LILS Palestras, R$ 780 mil da LFT Marketing, R$ 100 mil de pessoas físicas R$ 200 mil da Sra. Marisa Leticia”, enumera o relatório da Polícia Federal.

Luís Cláudio Lula da Silva é investigado na Operação Zelotes por sua empresa, a LFT Marketing Esportivo, ter recebido 2,4 milhões de reais do escritório de lobby Marcondes Mautoni por uma consultoria que, descobriu-se depois, não passou de material copiado da internetA contratante do filho do petista é suspeita de atuar pela aprovação da Medida Provisória 471, que em 2009, durante o governo Lula, prorrogou benefícios fiscais de montadoras de veículos.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget