\imprensa Viva
.

O PT e a esquerda brasileira na lata do lixo. Haddad teve menos votos que os brancos e nulos. Freixo também


Os resultados das eleições municipais de São Paulo (SP), na qual o candidato Fernando Haddad (PT) foi derrotado em primeiro turno, revelam uma série de nuances que ainda precisam ser avaliadas com uma lupa.  Desde 1985, quando a eleição em dois turnos foi adotada, jamais um candidato venceu uma eleição em primeiro turno.

É possível afirmar que os eleitores tinham pressa em se livrar logo da administração petista. Outro dado que chama a atenção é o fato do candidato do partido ter obtido menos votos que o total de votos brancos e nulos.

Haddad obteve 967.190  contra 1.155.850 votos brancos e nulos. O desempenho do petista neste quesito não foi tão diferente de outros candidatos da esquerda no país. o candidato Marcelo Freixo (PSOL), apoiado por Lula e Chico Buarque também recebeu 18,3% votos a menos do que a soma dos brancos e nulos.

A votação que consagrou a vitória esmagadora dos opositores do PT, PSOL, PCdoB e REDE surpreendeu com a superioridade do desempenho nestas eleições. De modo geral, os políticos de esquerda que se mostraram contra a Lava Jato e apoiaram os regime corruptos do PT nos últimos treze anos receberam menos votos do que a soma dos brancos e nulos em diversas partes do país. É a resposta do povo nas urnas. É a esquerda brasileira na lata do lixo.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget