\imprensa Viva
.

Marina mostra as unhas. Derrotada nas urnas e abandonada por fundadores da Rede, ex-ministra de Lula ataca Michel Temer


Uma das maiores derrotadas nas urnas nas eleições municipais em todo o Brasil ao lado de Lula e do PT, a ex-ministra petista fundadora da REDE, Marina Silva, parece que entendeu que se esconder nos momentos de crise não a ajudaram em nada.

Esta semana, a ex-ministra do governo Lula concedeu uma entrevista ao Correio, na qual atacou o presidente Michel Temer e tentou desfazer de seu mérito na recuperação da profunda crise econômica que herdou do governo Dilma. Marina afirmou que “Temer é hospedeiro da equipe econômica. O Temer só fez pegar o mesmo ministro da Fazenda de Dilma, caso Lula fosse nomeado chefe da Casa Civil”.

Ao ser indagada sobre possíveis saídas para a crise econômica, Marina engasgou e não apontou nenhuma medida concreta. Ao ser questionada mais de uma vez, saiu pela tangente e afirmou que "as propostas devem ser debatidas pela sociedade".

Marina também tentou minimizar o fato de seu partido, a REDE, ter sofrido uma das maiores derrotas no último pleito eleitoral e o fato de ter sido abandonada por sete "intelectuais" que ajudaram a fundar da legenda logo depois do primeiro turno. “Acho que há desprendimento em quem faz um movimento de saída e coloca por escrito as críticas”, desconversou a ex-petista.

Ainda sobre a derrota nas urnas, Marina voltou a se irritar quando questionada por sua falta de capacidade de transferir votos para os candidatos do partido. O candidato a prefeito do Rio, Alessandro Molon, obteve apenas 1% dos votos.

"Eu não trabalho com essa ideia de transferência de votos, é exatamente o que eu acabei de dizer. Isso não é um discurso para esta ocasião", desconversou Marina.

Ao ser indaga sobre a situação do ex-presidente Lula, que se tornou réu em vários inquéritos e apontado como autor de centenas de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, Marina mais uma vez tergiversou e demonstrou profundo embaraço ao falar sobre o avanço das investigações contra o petista:

Como a senhora avalia essas denúncias contra o Lula?

"A Justiça está fazendo o seu trabalho. E o trabalho que está sendo feito pela justiça tem o seu tempo de maturação para que algumas dessas denúncias se efetivem e possam enfim ser aceitos os pedidos de processo que vêm sendo feitos na Lava-Jato. É o trabalho da Justiça. E eu apoio, assegurando o amplo legítimo direito de defesa para todas as pessoas que são denunciadas. E, obviamente, o que aconteceu no Brasil envolvendo lideranças políticas, não só o Lula mas todas elas, certo?", questionou Marina tentando fulanizar a situação do petista, inconformada com o fato de seu mentor estar prestes a ir em cana.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget