\imprensa Viva
.

Está chegando a vez delle. Collor é acusado de 376 atos de lavagem de dinheiro. PGR quer devolução de R$ 154 milhões


O senador Fernando Collor sofreu mais um revés na justiça nesta quinta-feira, 20, após a decisão do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, STF, de  suspender o sigilo sobre a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República, PGR, contra o senador por Alagoas.

No documento, redigido há mais de um ano e no qual a PGR pede a restituição aos cofres públicos de R$ 154 milhões, o procurador Rodrigo Janot acusa Collor  de ter embolsado mais de R$ 29 milhões em propina.

A partir da suspenção do sigili sobre a denúncia, o ministro Teori Zavascki, que é o relator da Lava jato no Supremo, liberou o acesso a informações sobre as graves denúncias que pesam  contra o senador. Segundo o procurador-geral, Collor lavou o dinheiro recebido em propinas por meio da compra de carro de luxo, obras de arte e imóveis.

Segundo informou o site O Antagonista (aqui), Collor é acusado de lavagem de dinheiro (376 atos), corrupção (30 atos) e peculato (40 atos). A denúncia relaciona os repasses de propina a contratos da BR Distribuidora.

Entre os carros comprados por Collor está uma Lamborghini Aventador, que custa R$ 3,9 milhões, uma Ferrari 458 Italia de R$ 1,95 milhão e um Porsche Panamera Turbo no valor de R$ 999 mil. São quase R$ 7 milhões de pura potência e corrupção.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget