\imprensa Viva
.

Dilma tenta explicar o fato de conseguir aposentadoria em 24 horas, enquanto o povo espera até 120 dias


Um dos episódios que demonstraram o caráter da ex-presidente Dilma Rousseff ocorreu logo após seu afastamento da Presidência da República, após a confirmação do processo de impeachment no Senado.

A petista ainda tenou justificar o "tratamento privilegiado" que recebeu para agilizar sua aposentaria pela Previdência Social sem agendamento no INSS. A ex-presidente teria contado com a ajuda de seu ex-ministro, Carlos Gabas, funcionário de carreira da instituição, e de mais dois funcionários para protagonizar uma dos mais vergonhosos capítulos de sua história de vida.

Dilma e Carlos Gabas
Apesar das evidências de uso de tráfico de influência para ter sua aposentadoria aprovada instantaneamente,  em menos de 24 horas após o impeachment, Dilma afirmou "que não houve nenhuma irregularidade" em todo o processo. O tempo médio de espera para que um cidadão consiga uma data para requerer aposentadoria em uma agência da Previdência no Distrito Federal, onde o pedido de Dilma foi feito, o prazo médio na fila é de 115 dias.

No entanto, seu ex-ministro Carlos Gabas acessou uma área restira do posto da Previdência, munido de uma procuração de Dilma, e saiu de lá poucas horas depois. Dilma estava aposentada.

O secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alberto Beltrame, determinou ao INSS, vinculado à pasta, que abra sindicância interna para apurar a responsabilidade dos envolvidos Carlos Gabas, Iramo da Costa Coelho e Fernanda Cristina Doerl dos Santos. todos foram exonerados de suas funções na instituição.

O ex-ministro Carlos Gabas já foi alvo de condução judicial da Polícia Federal em sua residência durante a Operação Custo Brasil, desdobramento da Lava Jato que prendeu o ex-ministro Paulo Bernardo, marido da Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Bernardo foi acusado de desviar mais de R$ 100 milhões de servidores e pensionistas através de uma fraude no Ministério do Planejamento.

Gabas foi ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC) do Governo Dilma, ministro da Previdência Social e já ocupou o cargo de secretário especial da Previdência Social depois que a Pasta foi unida ao ministério do Trabalho.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget