\imprensa Viva
.

Dilma deve cair na delação de Antonio Palocci. Sem informações novas, e quentes, ex-ministro não conseguirá firmar acordo


O ex-ministro Antonio Palocci que firmar um acordo de delação premiada. O site Imprensa Viva já havia previsto esta alternativa, tendo em vista sua impaciência na prisão e seu grau de comprometimento com os esquema de propinas da Odebrecht. Membros da alta cúpula do PT já temiam o "Italiano" não fosse capaz de manter o bico fechado, assim como seus pares presos na Lava Jato, como João Vaccari Neto e José Dirceu.

Mas que está mais preocupado com a delação de Palocci não é o ex-presidente Lula. A ex-presidente Dilma Rousseff tem mais motivos para se preocupar por uma razão bem simples: Palocci não vai conseguir um acordo de delação revelando detalhes sobre Lula que já são do conhecimento do Ministério Público Federal.

É claro que o poder de fogo de Palocci não se limita ao ex-presidente Lula, de quem foi ministro da Fazenda entre 1 de janeiro de 2003 a 27 de março de 2006 durante o primeiro mandato do ex-presidente Lula. O "Italiano" também foi ministro Chefe da Casa Civil durante o primeiro mandato da ex-presidente Dilma. Ficou no cargo até 7 de junho de 2011.

Para obter um acordo de delação, o ex-ministro tetá que fornecer informações novas sobre novos envolvidos em esquemas de desvios de dinheiro público. Isto significa implicar pessoas sobre as quais a Lava Jato que mais informações para amarrar algumas franjas.

Um relatório de 289 páginas da Polícia Federal, na Operação Omertà, indica os passos, negócios, parcerias e o envolvimento do ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil/Governos Lula e Dilma) em esquema de propinas na Petrobras. Certamente, os investigadores vão querer mais detalhes sobre o envolvimento de Dilma, do ex-ministro Jaques Wagner, da ex-ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra e de outras figuras que permanecem livres de denúncias mais graves.

Palocci teve mais de R$ 60 milhões bloqueados na Justiça e tem contas rastreadas no exterior. O ex-ministro tem algumas chances de conseguir celebrar um acordo com a Procuradoria-Geral da República para conseguir benefícios como redução de penas e multas. mas apenas se conseguir comprovar o envolvimento de mais membros do PT. Dilma é uma das mais preocupadas com a movimentação do "Italiano"
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget