\imprensa Viva
.

Defesa de Léo Pinheiro pede para Moro mantê-lo preso. Nova delação do executivo sobre Lula coloca sua vida em risco


Os advogados de defesa do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro advertiram o juiz federal Sérgio Moro de que seu cliente deve permanecer preso, tendo em vista o teor bombástico de sua nova delação. A defesa do ex-amigo de Lula alerta para o risco de sua "integridade física", caso seja colocado em liberdade.

Esta é a primeira vez que a defesa de um prisioneiro da Lava Jato pede que seu cliente seja mantido preso. O ineditismo do fato tem seus motivos. Segundo os advogados de Léo Pinheiro,  "o acusado prestará novos depoimentos, bem como apresentará novas provas", e que, por isso, "seria recomendável a sua manutenção na carceragem da Superintendência Regional da PF no Paraná, inclusive para acautelar eventual risco a sua integridade física".

O juiz Sergio Moro concordou com os termos dos advogados de Léo Pinheiro e alertou para o "potencial" e para a "extensão" das informações que ele poderá revelar em um eventual acordo de colaboração premiada.

Léo Pinheiro é amigo de Lula há mais de duas décadas, pagou mesada para o petista e esteve por trás de negócios bilionários com o ex-presidente. O executivo tem ainda muito a revelar sobre desvios na Petrobras, a aquisição de 8 prédios da extinta Bancoop por parte de sua empresa, a OAS, os fatos relacionados ao triplex no Guarujá e as reformas do sítio em Atibaia, entre outros fatos mortais para Lula e o PT.

A situação é tão grave que a defesa de Léo Pinheiro teme por sua vida mesmo que ele seja transferido para o Complexo Médico Penal de Pinhais e pede ao juiz Moro que o mantenha na carceragem da PF por razões de segurança.

O simples fato da defesa do executivo ter alertado sobre os riscos de vida que seu cliente passa a correr após ter se comprometido a entregar 'novas provas' na Lava Jato é um indicador da gravidade das denúncias que vêm por aí.

A situação sugere um cenário bastante singular: a defesa de Léo Pinheiro teme que ele seja assassinado e quer mantê-lo em segurança na carceragem da PF. Os depoimentos do empresário foram cruciais para a primeira condenação de Lula, no cado do triplex do Guarujá e vão servir ainda para incriminar o petista no caso do sítio em Atibaia.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget