\imprensa Viva
.

Antonio Palocci permanece preso. Teori Zavascki, do STF, simplesmente ignorou trapalhada da defesa do ex-ministro


O ex-ministro Antônio Palocci teve um pedido de liberdade feito ao Supremo Tribunal Federal, STF, negado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo. Preso desde o fim de setembro, Palocci não obteve êxito em pedido formulado por seus advogados, que alegaram que a prisão foi "absolutamente ilegal". Teori Zavascki afirmou que o meio processual utilizado – uma reclamação – foi inadequado.

Equivocadamente, os advogados fizeram uma grande trapalhada ao pedirem uma liminar (decisão provisória) para liberação, No mesmo pedido, "sugeriram" que, caso o STF entendesse que foi utilizada a via processual inadequada, concedesse um "habeas corpus de ofício", que é quando o juiz verifica uma prisão ilegal e concede a liberdade mesmo não tendo um pedido específico. O ministro Teori nem se deu ao trabalho de analisar a concessão de habeas corpus.

"O cabimento da reclamação, instituto jurídico de natureza constitucional, deve ser aferido nos estritos limites das normas de regência, que só a concebem para preservação da competência do Tribunal e para garantia da autoridade de suas decisões (art. 102, I, l, da Constituição da República), assim como contra atos que contrariem ou indevidamente apliquem súmula vinculante", assinalou o ministro ao negar o pedido.

Segundo o site O Antagonista, a Lava Jato foi informada de que Antônio Palocci teria US$ 348 milhões depositados numa conta de um banco em Miami, o equivalente a R$ 1.13 bilhão. Mesmo com tanto dinheiro, presumivelmente roubado, Palocci não consegue advogados competentes para formular seus pedidos ao STF adequadamente. Mesmo que sejam todos negados, como sugere a delicada situação do petista.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget