\imprensa Viva
.

A crise econômica o Brasil não é consequência de poucos erros e roubos. PT castigou o povo com corrupção e ingerência


Os revolucionários do PT inovaram ao instalar no Brasil um regime exclusivo, totalmente desenvolvido na Universidade do Crime do Partido dos Trabalhadores. O novo modelo de gestão foi desenvolvido pelo Comandanta Máximo do esquema criminoso, o ex-presidente Lula.

Há pouco tempo, o ministro do Supremo Tribunal Federal, STF, Gilmar Mendes, afirmou que o regime implantado pelo PT no Brasil era equivalente à uma Cleptocracia, termo de origem grega, que significa, literalmente, “Governo de ladrões”, cujo objectivo é o do roubo de capital financeiro dum país e do seu bem-comum.

Mas o ministro do STF não havia se dado conta da modernidade. Os integrantes do PT não sabem nem onde fica a Grécia, mas foram capazes de conceber um regime muito mais moderno e sofisticado que a tal da Cleptocracia.

Lula e os revolucionários do PT conceberam um regime exclusivo para o Brasil. A "Propinocracia", ou "um governo regido pelas propinas". O regime propinocrático, os métodos de gestão da propina são mais refinados e envolve uma sofisticada engenharia de aparelhamento da máquina pública e distribuição de cargos para elementos altamente especializados na prática de desvios públicos. Não é um simples "meter a mão na cumbuca" da Cleptocracia.

Segundo o procurador do Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol,"Todas as provas nos levam a crer, acima de qualquer dúvida razoável, que Lula era o maestro desta grande orquestra concatenada para saquear os cofres da Petrobras e de outros órgãos públicos. Era o general que estava no comando da imensa engrenagem desse esquema, que chamamos de propinocracia", disse Dallagnol.

Os membros do PT roubaram em praticamente todos os lugares por onde passaram. Na Petrobras, no BNDES, nos fundos de pensão e onde mais puderam. Se aliaram a toda sorte de corruptos e bandidos, como empreiteiros, laranjas e doleiros. Segundo estimativas dos órgãos de transparência intencionais, a corrupção do PT ao longo dos últimos treze anos pode ter superado a cifra de 500 bilhões de dólares.

Mas não foi apenas a corrupção que ajudou a afundar o país na maior crise econômica e política de todos os tempos. A incompetência e a desonestidade dos governos do PT desafiaram os conceitos clássicos de administração pública. 

Com Lula, os gastos exorbitantes e ultra superfaturados em obras como as reinarias da Petrobras, os contratos de aluguel de sondas, as obras da usina de Belo Monte, as refinarias abandonadas no norte e nordeste e o complexo do Comperj drenaram quase mais de 1 trilhão dos cofres públicos. 

Com Dilma, uma série de desonerações e benefícios fiscais concedidos a empresários sem nenhum retorno para o país. Foram mais de R$ 500 bilhões em incentivos ficais sem gerar um único emprego.

O rombo e a maquiagem nas contas públicas fez com que o país fosse rebaixado pelas maiores agências mundiais de classificação de riscos, o que afugentou novos investimentos, fez com que empresas cancelassem novos projetos e investidores retirassem suas apostas no país. 

A soma de todos estes fatores resultou em inflação alta, dólar elevado, queda nas vendas, na produção e na arrecadação, 1;5 milhões de empresas falidas, além de 12 milhões de desempregados. O impacto foi sentido em todos os setores da economia, como o comércio, indústria e construção civil. Entre janeiro e setembro, a produção de cimento recuou 14% ante igual período do ano passado, de acordo com números oficiais. Isto significa que  o Brasil  regrediu cinco anos apenas neste setor.

O fato é que, partir desta experiência traumática, muitos brasileiros aprenderam que os representantes da esquerda, além de extremamente corruptos, são incompetentes e despreparados para comandar o país. A primeira resposta da população veio nas urnas nas últimas eleições. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget