linkaki

Teori autoriza STF a investigar delação de Sérgio Machado que cita Temer, Renan, Sarney e Romero Jucá


A pedido da Procuradoria Geral da República, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), e relator da Lava Jato na Corte, determinou que seja aberta uma petição preliminar na contra vários políticos citados na delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Teori encaminhou o caso para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que deve opinar se seria o caso de abrir um inquérito para investigar o presidente.

As gravações do delator envolvem o presidente Michel Temer e os senadores Renan Calheiros, José Sarney e  Romero Jucá. O procedimento visa esclarecer as falas de Machado, além de outros detalhes informados em sua delação.

A delação de Machado na qual o nome do presidente Michel Temer foi citado ficou conhecida em todo o Brasil, após o vazamento de gravações telefônicas feitas pelo próprio Machado com vários interlocutores.

Na conversa em que Machado se refere à Temer, o delator afirma disse havia recebido um pedido de propina do presidente para financiar a campanha de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo em 2012. O valor acertado entre ambos teria sido de R$ 1,5 milhão. O pagamento teria saído dos cofres da Queiroz Galvão, uma das empreiteiras investigadas na Operação Lava-Jato.


Teori solicitou ainda que sejam autuados em petições separadas indícios apontados pelo delator contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, além de outros políticos citados por Machado nos depoimentos.

Teori fatiou a delação de Sérgio Machado em quatro partes. Em uma delas, Sérgio Machado admitiu que repassou propina para mais de 20 políticos. A outra seria para investigar suposto  acordo envolvendo parlamentares do PMDB para barrar a Lava Jato.

O envolvimento de cada um dos citados deve ser investigado individualmente. O Palácio do Planalto informou que o presidente Michel Temer está tranquilo, pois sua participação no episódio já foi esclarecida, mas espera que as investigações esclareçam de fato as suspeitas que pesam contra todos os citados.

Informe seu Email para receber notícias :