\imprensa Viva
.

Temer lacrou a torneira para blogs petistas. Nem um centavo desde junho. Jornalistas petistas revoltados


O governo de Michel Temer cumpriu sua determinação de cortar os repasses de recursos do governo federal a sites e blogs pró-PT e conseguiu zerar pagamentos desde o mês de junho, informou hoje a Folha.

O site da Folha fez um levantamento na Secretaria de Comunicação da Presidência e em quatro estatais (Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica e BNDES) identificou apenas pagamentos residuais em junho, referentes ao mês de maio.

De acordo com a publicação, nenhum dos 13 sites ligados ao PT recebeu dinheiro, segundo a Secom e as estatais. Os cortes são relutados do pente-fino determinado por Temer logo que assumiu o governo interinamente em 12 de maio. Na ocasião, Temer afirmou que "o dinheiro destinado à publicidade não deve financiar opinião, mas sim produtos jornalísticos de interesse público".

Mas até então, o governo Dilma já havia repassado alguns milhões do dinheiro do contribuinte para comprar opiniões favoráveis de jornalistas inescrupulosos.Entre janeiro e dezembro de 2015, os blogs  da esgotosferea haviam recebido R$ 5,1 milhões. Entre janeiro e junho de 2016, o valor foi de R$ 1,54 milhão. Após  a posse de Temer, nenhum centavo foi liberado.

A Folha informou que a lista de jornalistas que mamavam nas tetas do governo estão o Blog do Luís Nassif (R$ 746 mil), o Brasil 247 (R$ 732 mil), o Diário do Centro do Mundo (R$ 194 mil) e o Conversa Afiada (R$ 333 mil), do jornalista Paulo Henrique Amorim.

Esta lista não inclui os valores totais destinados aos jornalistas de aluguel, pois a Petrobras e a Caixa não forneceram os números divididos por recebedor, apenas o total. Alguns sites também são apontados como beneficiários do esquema de propina da Petrobras e chegaram a receber repasses da Odebrecht. O dono do site Brasil247,  Leonardo Attuch, chegou a ser alvo de um mandado de condução coercitiva e é investigado na Lava Jato por rebebimento de propina. O blogueiro que é financiado pelo PT foi alvo da Operação Custo Brasil, 31ª fase da Operação Lava Jato.

A matéria da Folha revelou que apenas o Banco do Brasil pagou R$ 500 mil ao Blog do Nassif em 2015 e R$ 113 mil de janeiro a maio deste ano. Para o Brasil 247, foram R$ 491 mil no ano passado e mais R$ 120 mil nos cinco primeiros meses de 2016. O Conversa Afiada recebeu R$ 199 mil em 2015 e R$ 44 mil neste ano.

Desde maio, o BB não fez mais pagamentos. O banco diz que adota o critério de "cobertura, penetração e afinidade dos veículos". A Caixa declara que, desde junho, "não tem investimentos" nesses veículos. O mesmo foi dito pela Petrobras.

A Secretaria de Comunicação da Presidência informou que "A partir de maio de 2016 não foram mais programadas veiculações nos veículos citados. Eventuais pagamentos realizados após essa data são referentes às veiculações anteriormente autorizadas",

O BNDES afirma que não há previsão de repasses a esses sites em 2016. Juntos, os jornalistas de aluguel receberam R$ 504 mil em 2015 em razão da campanha "BNDES Transparente".

Mas o golpe contra os jornalista de aluguel não parou por aí. Segundo a revista Época, A EBC rescindiu unilateralmente contratos de profissionais que haviam sido recrutados nos governos petistas. Entre eles estão os jornalistas Luis Nassif, Sidney Rezende, Paulo Markun, Paulo Moreira Leite, Maria Tereza Cruvinel e o sociólogo Emir Sader". As rescisões foram publicadas no Diário Oficial desta quinta-feira. Apenas o contrato de Luis Nassif, por exemplo, somava 760 mil reais por ano".

Leia AQUI  publicação da Folha

Leia AQUI a publicação da Revista Época
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget