\imprensa Viva
.

Renan prepara 2ª fase do golpe que tramou com Lewandowski e PT: reajustar salários do STF


O presidente do Senado, Renan Calheiros, planeja colocar em prática nesta quinta-feira, 08. a segunda fase do golpe que combinou com o presidente do Supremo Tribunal Federal, STF, Ricardo Lewandowski, que teve início no último dia 31 de agosto. Na ocasião, Lewandowski cumpriu com sua parte no acordo espúrio com o PT e propôs o fatiamento da votação do impeachment de Dilma, o que acabou garantindo à ex-presidente a manutenção de seus direitos políticos, mesmo após ter seu mandato cassado por crime de responsabilidade.

Em entrevista à imprensa nesta quinta-feira, 8, Calheiros disse que talvez tenha chegado a hora de discutir o assunto.

“Esse teto que se cria a partir dos subsídios dos ministros do STF deturpa a administração como um todo pelo impacto no bolso dos cidadãos”, avaliou, ao falar sobre o projeto que reajusta em 16,38% o salário dos ministros do Supremo.

Senado manteve os direitos políticos da petista,
em votação realizada no dia 31 de agosto.
O resultado da votação foi de 42 votos a
favor da cassação e 36 contra


Nesta quinta-feira, chegou a vez de Renan, seus amigos do PMDB, PCdoB e do PT cumprirem a sua parte no acordo de traição à pátria. O presidente do Senado pretende apresentar requerimentos de urgência para projetos que elevam de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil o salário do procurador-geral da República e dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), teto para o funcionalismo público. O requerimento pela divisão foi feito pelo PT, representado pelo senador Humberto Costa (PT-PE) e devidamente acatado por Ricardo Lewandowski, que contrariou a constituição sem pestanejar.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, admitiu nesta quinta a existência do golpe e afirmou que os integrantes da Corte estão sendo usados como "alavanca para resolver pretensões salariais".

"Nós devemos ter pelo menos essa consciência de que nós estamos sendo usados como interessados numa gratificação, numa vantagem que nós necessariamente não pedimos, mas que está sendo forçada para atender a outros pleitos", admitiu Gilmar Mendes a jornalistas, 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget