\imprensa Viva
.

PT orienta membros da cúpula do partido a não levarem carteiras para o ato na Paulista


Após o registro de vários furtos durante as últimas manifestações convocadas pelo PT e pela Frente Povo Sem Medo, circulou um rumor de que havia uma recomendação para que dirigentes do partido evitassem levar carteiras e objetos caros para as manifestações deste domingo, 11, na Avenida Paulista.

O objetivo era o de evitar manchetes como as que estamparam os jornais que noticiaram que o ex-senador e candidato a vereador pelo PT Eduardo Suplicy, 75, ficou sem sua carteira e celular pela terceira vez, após participar de uma manifestação organizada pelo partido.

O risco de ser assaltado em um ato do PT é muito grande, avaliam os próprios organizadores. Os protestos organizados pelo partido, CUT, MTST e MST contam com manifestantes contratados nas periferias por 'diárias' de até R$ 300,00. A orientação prevê a contratação de homens fortes, de preferência negros e pardos. Nestes casos, muitos delinquentes e ex-detentos são levados para a os atos nos ônibus contratados pelo partido.

Há vários relatos de manifestantes que foram assaltados durante as últimas manifestações. Uma estudante da USP confirmou que foi enquadrada por três homens que vestiam camisas da CUT e teve todos os seus pertences levados pelo grupo.

Um jovem morador dos Jardins confirmou com um contato da redação que além de ter ficado sem seu iPhone, ficou também sem a câmera de última geração que pegou 'emprestada' do pai, um empresário entusiasta da fotografia. A Nikon D750, levada pelos militantes, custa mais de R$ 10 mil no mercado.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget