\imprensa Viva
.

Prisão de Palocci abre vísceras podres do PT, Cadê os artistas e intelectuais cúmplices da bandidagem?


Existe algo que precisa ser esclarecido de uma vez por todas: os ditos intelectuais, artistas e jornalistas simpatizantes do PT sabem muito bem que em sua estratégia interna, o partido prevê o uso do dinheiro público para financiar um projeto de poder. Não há como colocar panos quentes e manter a hipocrisia sobre este aspecto da conduta dos integrantes do PT. São todos desonestos intelectualmente, cínicos que não merecem respeito. Defensores de ladrões, cúmplices vendidos e mamadores de dinheiro do povo. Definitivamente, não há como aliviar para esta gente.

Vários integrantes do partido já admitiram publicamente que o PT precisa "rever seus erros" históricos ao se referirem ao uso de caixa 2 (propina, dinheiro roubado do povo). A ex-presidente Dilma já afirmou isso publicamente e deixou escapar esta prática de forma implícita, quando afirmou que "nunca desviou dinheiro público para seu benefício pessoal".

A senadora Gleisi Hoffmann também já admitiu publicamente que o PT precisava rever "seus erros" e tentou diferenciar roubo para o partido de roubo para benefício pessoal. A senadora afirmou que nenhum dos petistas que foram presos na Lava Jato desviou dinheiro para enriquecimento pessoal. Confira AQUI

O PT, seus integrantes e simpatizantes, sejam os artistas, os ditos 'intelectuais' e jornalistas que defendem o partido sabem que da prática de roubar para financiar um plano de poder duradouro. Todos sabem dos desvios indecentes e são coniventes com esta ´prática. Antes, o PT costumava condenar aqueles que roubavam em benefício próprio e até tentaram diferenciar o preso José Dirceu do preso João Vaccari. Mas quando surgiram as primeiras evidências de que o ex-presidente Lula também era beneficiário dos esquemas de corrupção no governo, o "código de ética" do partido foi abandonado e passaram a defender a todos que roubaram.

 Nesta segunda-feira, a Operação Omertà, a 35ª fase da Operação Lava Jato, revelou mais um episódio indecente de corrupção envolvendo o ex-ministro Antonio Palocci, o PT, o empresário Marcelo Odebrecht e o ex-presidente Lula. Numa das provas apresentadas, a PF revelou mensagens de Marcelo Odebrecht, nas quais o empreiteiro cobrou de Antonio Palocci para falar com Lula sobre a medida provisória 460/2009. A aprovação desta medida resultaria em benefícios fiscais para a Odebrecht na ordem de bilhões de reais, em prejuízo aos cofres públicos.

Antonio Palocci se encontrou pelo menos 30 vezes com o empresário Marcelo Odebrecht apenas para tratar de transferência de propinas para o caixa do PT no Brasil e no exterior. A PF descobriu que o bandido Marcelo Odebrecht negociou o pagamento de propinas ao PT relativas a projetos de hospitais, estradas, obras do Metrô Ipanema, obras no parque olímpico e outras dezenas de projetos superfaturados para desviar o dinheiro do contribuinte.

A PF também descobriu que a Odebrecht comprou um terreno por R$ 12 milhões, no qual seria erguido o novo prédio do Instituto Lula, que seria repassado ao petista de forma dissimulada, através da ocultação da transação envolvendo uma terceira empresa.

É quando surge a pergunta: cadê os bandidos que defendem o PT? Onde estão os artistas, os 'intelectuais' e os jornalistas comprados? Estão todos escondidos com seus rabos sujos dentro de casa. Alguns sites estão se concentrado no fato do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes ter supostamente vazado que haveria uma operação esta semana, como se isto fosse mais importante que a prisão de Palocci e as revelações escabrosas sobre os crimes bilionários do PT.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget