\imprensa Viva
.

PF pavimenta caminho para prisão de Fernando Pimentel. Operação Acrônimo tem secretário do governador como alvo


A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feria, 23, a 9ª fase da Operação Acrônimo, que teve como principal alvo o Secretário da Casa Civil do governador de Minas Gerais,  Fernando Pimentel (PT-MG), Marco Antônio Rezende Teixeira.

O secretário de Pimentel foi alvo de um mandado de condução coercitiva, mas não foi encontrado.  A Pf investiga um esquema de lavagem de dinheiro oriundo de desvios na Petrobras em campanhas eleitorais e recebimento de vantagens indevidas por parte de agentes públicos ligados ao PT. Pimentel é suspeito de ter utilizado os serviços de fachada de uma gráfica durante a campanha eleitoral de 2014 e de ter recebido "vantagens indevidas" do proprietário dessa gráfica, o empresário Benedito Oliveira, conhecido como Bené, preso na Operação Acrônimo. Bené revelou todo o esquema de corrupção envolvendo Pimentel em seu acordo de delação premiada.

 Bené era o operador de Pimentel. Além do Secretário da Casa Civil de Pimentel, a Polícia Federal cumpre mandado de condução coercitiva para Paulo Moura Ramos, atual presidente da Prodemge e sócio de Teixeira. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget