\imprensa Viva
.

O desespero de Lula por saber que vai perder a última boquinha do PT, a prefeitura de SP


O ex-presidente Lula partiu para o desespero diante da situação dramática do candidato do PT que concorre à reeleição para a prefeitura de da cidade de São Paulo, Fernando Haddad. O petista amarga um quarto lugar na disputa, com menos de 6% das intenções de voto. Após perder a boquinha no governo federal com a cassação do mandato de Dilma. a prefeitura de São Paulo se tornou a última grande fonte de receitas para o PT e os militantes do partido.

Cinte dos riscos de perder mais receitas e mais influência política, Lula resolveu entrar na campanha de Haddad, mesmo sabendo que pode mais atrapalhar que ajudar. O petista sabe que já não é mais um cabo eleitoral confiável, após repetidos abalos em sua reputação.

Além de todos os aspectos negativos, Lula entrou na campanha de forma atabalhoada, sem nenhuma narrativa nova capaz de convencer os eleitores. Durante discurso no palanque de Haddad nesta sexta-feira 9, Lula atacou os demais candidatos à prefeitura de São Paulo: "Só tem duas candidaturas em SP que não têm nada a ver com o golpe que foi dado a nível nacional. Haddad e Erundina", declarou. "Porque o Doria, a Marta e o Russomano representam exatamente aqueles parlamentares que deram o golpe na Dilma", acusou o petista.

De forma melancólica, Lula tentou atribuir sua forte rejeição à imprensa e fez críticas contra o candidato do PSDB, João Doria, numa infeliz comparação sobre imóveis: "O povo que foi induzido pela imprensa a não gostar de mim porque a minha mulher comprou um cisne para o meu neto. Vai votar no Doria, que tem uma casa que vale 10 milhões de cisnes?", questionou.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget