\imprensa Viva
.

Lula vai saber o que é convicção quando for encarar Sérgio Moro. A valentia dá lugar ao choro


A tática do ex-presidente Lula de tentar desqualificar a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal foi canhestra, intempestiva e desproporcional. A equipe de defesa do petista ficou tão aturdida com a contundência da denúncia, que não conseguiu formular uma reação mais palatável.

Acuados pelo vigor das acuações, pelo farto material probatório e pela veemência dos procuradores, os advogados de Lula se apavoraram e se fixaram ao termo "convicção" usado pelos procuradores para alegar que não havia provas para o oferecimento da denúncia contra o ex-presidente.





O problema é que a força-tarefa da Lava Jato tem provas. A Polícia Federal, a Procuradoria Geral da República, PGR, também tem conhecimento sobre a existência das provas, assim como o Ministério Público Federal, MPF e o Supremo Tribunal Federal, STF.

Pelos cálculos feitos pelo Ministério Público Federal, o ex-presidente Lula recebeu ao menos R$ 3,7 milhões a título de propina da OAS. Segundo a denúncia apresentada, está incluído nesse valor, além das benesses referentes ao triplex do Guarujá, o montante de R$ 1,3 milhão que a empreiteira teria pago pela armazenagem, entre 2011 e 2016, de 14 contêineres de Lula.

Caberá ao o juiz Sérgio Moro apreciar a denúncia oferecida pelo MPF. Caso acolha o conteúdo da peça na íntegra, Lula vira réu da Lava Jato. Sua mulher, Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o empreiteiro Léo Pinheiro e mais quatro investigados foram denunciados também.

Neste caso, Lula será posteriormente intimado pelo juiz Moro e não terá como se esquivar da intimação. Vai ter que se explicar lá em Curitiba, cara a cara com o juiz.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget