\imprensa Viva
.

Lula se expõe ao ridículo de novo no STF e diz que Delcídio o delatou sob tortura e é desmentido


O ex-presidente Lula, levado ao desespero com o avanço da Lava Jato sobre ele, acabou se expondo mais uma vez ao ridículo perante os ministros do Supremo Tribunal Federal, STF. Ao pedir à Corte que seja extinta a ação movida contra ele por tentativa de obstrução da Lava Jato nesta segunda-feria, 05, o ex-presidente Lula extrapolou os limites do bom senso e alegou que o ex-senador Delcídio Amaral só o delatou porque foi torturado.

Em outro ponto, os advogados de Lula caem em contradição ao tentar desqualificar de todas as formas a delação de Delcídio, atribuindo a ele ‘imaginação estigmatizante’, ‘processos psíquicos egoístas’ e ‘constelações psíquicas’. Na avaliação dos defensores do ex-presidente, Delcídio estava ‘obcecado pelas vantagens do prêmio da delação’.

Horas mais tarde, a defesa do próprio Delcídio do Amaral desmentiu Lula e ridicularizou sua tentativa desesperada de tentar anular sua delação, assim como a ação que o investiga por obstrução da Justiça.

O site O Antagonista teve acesso à reposta de Delcídio à Lula, na qual os advogados do ex-senador afirmam ser "curioso que, os que dizem 'detestar delatores', convivem bem com corruptos e os toleram".

Eles também afirmam o seguinte:

"As maquinações urdidas por grupos políticos e econômicos para criar fatos ou engendrar estratégias que possam tirar o crédito das investigações ou desabonar o colaborador se renovam a cada instante e progridem na promoção de mentiras, calúnias e idéias extravagantes quando não delirantes, demonstrando que no Brasil atual quando se trata de política não há mais distinção entre preço e valor, o segundo foi absorvido pelo primeiro".

"A perseguição política encetada contra Delcídio após sua colaboração é prova concreta dessa afirmação. Não existem dúvidas sobre desvios e abusos na Petrobrás que vinculam mandarins da república a crimes contra à administração pública e que macularam diretamente o equilíbrio do processo eleitoral durante pelo menos três eleições."

O ex-presidente Lula já entrou com dezenas de recursos para tentar se livrar das mãos do juiz Sérgio Moro, para tentar desqualificar seus acusadores e juízes responsáveis pelos inquéritos em que é investigado. Quanto mais se aproximam os desfechos das investigações contra ele, maior é o desespero e mais ridículos se tornam os recursos.



_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget