\imprensa Viva
.

Lula jamais será esquecido. Não pela vitória da presidência, mas pela roubalheira, mau-caratismo e cinismo


O fato do ex-presidente Lula ter se envolvido em tantas transações suspeitas, em tantos crimes e em tantos indícios de corrupção geou um resultado previsível: manchetes, manchetes e mais manchetes. Não haveria como imaginar que uma pessoa tão polêmica e com tamanha visibilidade pudesse se esquivar dos holofotes.

Lula é o grande responsável por sua projeção gigantesca na mídia. Mestre na arte de se promover, o petista sempre soube explorar fatos para ganhar notoriedade. Astuto, Lula se alimentou da mídia para chegar aonde chegou.

Desde os tempos em que era sindicalista, Lula esperneava para chamar a atenção da imprensa e não se importava se exagerava na demagogia. Na maior parte das vezes, se sentava com os governos e patrões, dava e levava alguns tapinhas nas costas e ficava tudo na mesma. O importante era "aparecer" na imprensa como o defensor da classe trabalhadora.

Como opositor ferrenho e sistemático de "qualquer governo",  Lula se dizia dono da verdade, tinha solução para tudo, ameaçava com greves, pedia impeachment e berrava nos palanques e portas de fábricas suas ladainhas. Tudo para chamar a atenção da mídia.

Lula fez tanto barulho para aparecer, posou tanto de honesto e defensor dos trabalhadores, que acabou ganhando notoriedade. Foram três campanhas presidenciais antes de chegar ao poder. Perdeu para Fernando Collor e duas vezes em primeiro turno para Fernando Henrique Cardoso.

Foi quando percebeu que não chegaria a lugar algum com sua "essência". Com uma ajudinha de seu antecessor, Lula entrou no esquema empresarial de financiamento de campanhas, prometeu mundos e fundos para empreiteiras, banqueiros e grandes empresários. E cumpriu tudinho quando chegou à presidência na eleição de 2002.

Foi ai que Lula ganhou visibilidade mundial e usou e abusou de seu poder de "se aparecer". O petista tripudiava sobre os rivais, se exibindo como um sindicalista que também sabia ser presidente. É claro que teve que lidar com pequenos desafios, mas herdou um país em pleno ritmo de desenvolvimento. Lula se vangloriava por ser presidente como uma criança que aprende a andar de bicicleta. Vingativo, tripudiou sobre seus inimigos, destruiu reputações e prometeu "extirpar" partidos inteiros, como o DEM.

A certa altura, Lula chegou a ter 81% de aprovação popular. Um feito inédito, mérito do próprio Lula e sua capacidade de se autopromover. Certamente chegou a acreditar que havia se tornado um"intocável" e que o povo brasileiro acreditaria eternamente em suas lorotas. Elegeu Dilma com relativa facilidade e se vangloriou por ter feito de "um poste" seu sucessor. Já na reeleição de Dilma, viu que as coisas não estavam mais tão fáceis e teve que apelar par o jogo sujo.

E quando começaram a pipocar os escândalos envolvendo seu nome, e não foram poucos, Lula começou a se queixar de quem? Da mídia. A mesma mídia que usou para chegar ao topo do poder político do país.

Agora, todo o esforço de uma vida para ganhar notoriedade se volta contra ele. Lula não é um deputadozinho qualquer que roubou o salário de seus auxiliares. Lula é o "Lula", o cara que ficou quase 50 anos gritando nos ouvidos dos brasileiros que era honesto. Lula encheu o saco com as mesmas ladainhas por cinco décadas e agora quer ser esquecido? Quer que sua roubalheira seja tratada com discrição? Quer mais privacidade?

Lula enfrenta agora a soma de todos elementos. Sua incomensurável notoriedade e o volume gigantesco de escândalos em que se envolveu ao longo dos últimos treze anos. O resultado desta soma foi um só: manchetes, manchetes e manchetes. Lula se autodestruiu e levou junto para o lixo da história o partido que ajudou a construir. O juiz Sérgio Moro deu apenas uma forcinha.

Quem planta vento, colhe tempestade. O volume devastador de notícias negativas é proporcional ao volume de escândalos em que se envolveu, multiplicado por sua fama. Tanta exposição negativa fará com que Lula jamais seja esquecido pelo povo brasileiro. Não o Lula sindicalista. Não o Lula presidente, mas o Lula ladrão, que em breve estará em cana. Será o primeiro presidente da república a passar uma boa temporada num presídio.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget