\imprensa Viva
.

Lula e os vira latas do PT estão de volta com a velha ladainha do encantador de jumentos


Após o "Fora Sarney", "Fora Collor", "Fora Itamar" e o famoso "Fora FHC", chegou a vez do "Fora Temer". Com o PT é assim: quando não são eles que estão no poder, ninguém mais presta. É a democracia petista que não esconde o desejo de "possuir" o Brasil" para sempre.

Enquanto participava da inauguração da plataforma da Petrobras no Rio de Janeiro, o ex-presidente Lula sujou suas mãos de petróleo e afirmou aos presentes: " A Petrobras é nossa" e deu uma piscadinha para o então presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, que teve todos os seus bens bloqueados após determinação do Tribunal de Contas da União no último 17 de agosto. O bloqueio soma R$ 2,1 bilhões e durará um ano.

Durante um encontro com empresários na Fiesp em 2008, Lula foi questionado por um dos presentes sobre o fato de atacar tanto os empresários durante seus discursos de campanha. O petista riu, deu um tapinha nas costas de seu interlocutor e lhe mostrou o "caminho das pedras": "Não se ganha eleição sem falar mal do governo, dos empresários e dos banqueiros"

De fato, não apenas Lula, mas todos os políticos de modo geral, só são vistos ao lado do povo em tempos de eleição. Depois que ganham, são vistos apenas com empresários e banqueiros. É jantar aqui, reunião acolá, homenagens e e reuniões para garantir benefícios.

Após terem sido escorraçados do poder, o PT promete retomar o seu papel histórico na oposição e cumprir o que reza o estatuto do partido: exercer oposição sistemática a qualquer governo, votando contra qualquer projeto que possa resultar em dividendos políticos para os governantes. Não é preciso lembrar que apenas projetos que beneficiam a população são capazes de somar "dividendos políticos" para os governantes.

Desta forma, a disposição do PT de agora em diante volta a ser a de votar contra os interesses do povo e do Brasil, como sempre fizeram. Abaixo, um breve histórico da postura do partido antes de chegarem ao poder em 2003.

1985 - O PT foi contra a eleição de Tancredo Neves e expulsou os parlamentares que votaram nele. Lula havia fechado com Paulo Maluf.

1988 - O PT votou contra a constituição cidadã que permitiu a modernização do país. Anos mais tarde, Lula reconheceu que foi um erro e que sem a constituição, jamais teria se tornado presidente.

1989 - O PT pregava o calote do Brasil nos credores internacionais, o que inviabilizaria qualquer investimento estrangeiro no país, que se tornaria uma espécie de Cuba gigante.

1993 - Ao assumir o governo após o impeachment de Collor, Itamar Franco convidou o PT para uma coalização para ajudar a tirar o Brasil da profunda crise econômica. Lula se recusou a participar do esforço.

1994 - O PT votou contra a aprovação do Plano Real, que pós fima a inflação e permitiu pela primeira vez na história que pessoas pobres pudessem financiar imóveis, veículos e bens de consumo a longo prazo.

1996 - O PT votou contra o projeto da reeleição, mas quando chegaram ao poder, nada fizeram para mudar.

1998 - O PT votou contra a privatização da telefonia obsoleta do país, mesmo ciente de que o governo não tinha recursos para modernizá-la.

1999 - O PT votou contra o câmbio flutuante e a inserção do Brasil na economia de livre mercado.

1999 - O PT votou contra a adoção do regime de metas inflacionárias.

2000 - O PT fez de tudo para inviabilizar a aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal, que impede que governantes gastem mais do que arrecadam. Dilma fez isso e foi cassada.

2001 - O PT votou contra a criação do pacote de programas sociais do governo FHC, como o Bolsa Escola, Vale Alimentação, Vale Gás, alegando que se tratava de programas eleitoreiros e que no lugar de esmola, o povo precisava de investimentos em infra estrutura, educação e saneamento básico.

Com diz o próprio Lula, em lugar nenhum do mundo se ganha eleição "sem falar mal do governo, dos empresários e dos banqueiros". Talvez, em lugar nenhum do mundo exista um partido tão disposto a votar contra o país e seu povo como o PT no brasil.

Lula e os membros do PT prometem adotar a velha cartilha destrutiva, visando ampliar o caos que deixaram com a crise econômica, o desemprego e a falência de empresas. Este tipo de discurso sempre funcionou entre as pessoas menos instruídas, os jovens estudantes revolucionários e aqueles que nunca estiveram dispostos a arregaças as mangas para trabalhar.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget