\imprensa Viva
.

Lewandowski se meteu em enrascada petralha. 10 ações no STF. Exposição de canalhice ficou cara


O presidente Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski achou que ia ficar barato a treta que armou com o PT ao comandar as sessões do Senado que levaram ao impeachment de Dilma Rousseff.

Vaidoso com os elogios pela condução do processo, o magistrado achou que merecia uma "compensação" e se sentiu no direito de promover um acordo espúrio para garantir o aumento do teto do salário dos ministros do STF.

No meio de ratazanas do salão azul do Congresso, em ambiente muito diferente daquele em que costuma proferir suas posições e marcado por uma disputa política muitas vezes insana, Lewandowski achou que era esperto.

No ato final do julgamento, já na tarde da quarta-feira 31, o ministro mostrou sua face matreira. Participou e endossou uma manobra regimental que simplesmente pisoteia a Constituição e abre um perigoso precedente que poderá vir a favorecer dezenas de parlamentares, prefeitos e governadores envolvidos com malfeitos.

Não é de hoje que as decisões tomadas por Lewandowski tendem a ajudar petistas envolvidos em atos criminosos. Mas a trapalhada causou um estardalhaço incontrolável nas redes sociais e Lewandowski passou a ser visto como um canalha do mesmo quilate de Renan Calheiros e Lula pela opinião pública. A reação da sociedade foi imediata e já se encontram no STF cerca de dez ações contestando a lambança do ministro.

E pelo visto, a população que derrubou Dilma não vai deixar barato. O pessoal não vai dar trégua nas redes sociais e provavelmente nas ruas. Não adianta os ministros do STF adotarem a velha postura corporativista para colocar panos quentes na sujeira do colega. Para resolver é bem simples: basta anular o destaque da votação que assegurou à Dilma seus direitos políticos e pronto. O impeachment segue valendo, conforme está na constituição. Simples assim.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget