\imprensa Viva
.

Lava Jato 98 condenados X STF 0. Foro privilegiado dá guarita a mais de 50 políticos corruptos


Desde abril de 2014, o juiz federal Sérgio Moro da 13ª Vara de Curitiba, já condenou 98 corruptos ligados aos desvios na Petrobras comandados pelo PT  no âmbito da Operação Lava Jato. Durante todo este período,  o Supremo Tribunal Federal (STF) não conseguiu condenar nenhum político entre os mais de 50 investigados, como o presidente do Senado, Renan Calheiros ou o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tentou justificar o óbvio nesta terça-feira, 06, ao afirmar que os processos da Operação Lava Jato julgados pelo Supremo têm um ritmo “mais lento” do que na primeira instância, na Justiça Federal do Paraná.

É fato que o STF,  responsável pelos processos que envolvem políticos com foro privilegiado, ainda não gerou nenhuma decisão final relacionada à Lava Jato. Embraçado,  Janot evitou criticar diretamente o Supremo, dizendo apenas que este é “o ritmo do tribunal”.

O procurador voltou a afirmar que a morosidade dos processos da Lava Jato no STF se deve ao fato de que o tribunal “não ter sido feito para formar processo, mas para julgar recurso”. Quando o Supremo recebe a tarefa de originar processos, “fica mais lento mesmo”, acrescentou o procurador-geral da República, que falou com os jornalistas após sessão do Conselho Superior do Ministério Público Federal.

Questionado se isso seria uma crítica direta ao foro privilegiado, Janot respondeu que “na extensão que está, é”, referindo-se à quantidade de políticos envolvidos nos esquemas de corrupção comandados pelo PT ao longo dos últimos treze anos. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget