\imprensa Viva
.

Delcídio passa dois dias depondo na Lava Jato e afirma que Lula comandava roubo na Petrobras


O ex-senador do PT, Delcídio do Amaral, passou dois dias em Curitiba prestando depoimento para o pessoal da Lava Jato. Segundo Lauro Jardim, do GLOBO, o ex-presidente Lula foi o único tema de seus depoimentos.

Delcídio é um ex-executivo com sólida carreira na área energética. Dirigiu uma subsidiária da Shel na Europa durante dois anos, quando retornou ao  Brasil para dirigir a Eletrosul em 1991, responsável pelo planejamento energético da região sul. Foi ministro de Minas e Energia, de setembro de 1994 a janeiro de 1995 e chegou a ocupar a cadeira de diretor de Gás e Energia da Petrobrás

O ex-senador é uma uma enciclopédia viva sobre a estatal e conhece a fundo todos os projetos tocados durante o governo Lula e Dilma. Elegeu-se ao Senado em 2002, pelo PT, com o apoio do ex-presidente e  do então governador do Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, de quem também foi  secretário de infra-estrutura.

Delcídio afirmou aos procuradores que Lula, "além de cuidar pessoalmente de cada detalhe do loteamento, da divisão dos postos à escolha dos nomeados, Lula teria pleno conhecimento de que os partidos usavam os cargos para cobrar propina de empreiteiras e financiar seus caixas e campanhas eleitorais. Era, segundo o ex-senador, uma ação coordenada de governo que tinha o objetivo de comprar apoio político-partidário com propina desviada de contratos superfaturados da Petrobras".

É provável que dois dias não tenham sido o bastante para que Delcídio falasse tudo que sabe sobre o esquema criminoso instalado pelo PT na Petrobras, mas podem ter sido suficientes para elucidar o papel do chefe da organização criminosa que sangrou a estatal ao longo dos últimos treze anos.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget