\imprensa Viva
.

Caetano Veloso e seu humilhante papel no STF, diante de Temer e daqueles que chamou de golpistas


Talvez nem mesmo o cantor Caetano Veloso tenha se dado conta do papel ridículo a que foi exposto na tarde desta segunda-feira, 12 de setembro. O petista que vivia denunciando um suposto golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff foi convidado para cantar o Hino Nacional na posse da nova presidente do Supremo Tribunal Federal, STF.

Vivenciando um momento histórico da instituição, o cantor estava diante não apenas daqueles que conduziram o processo de impeachment, ao qual se referiu como golpe, com também diante do presidente da República, Michel Temer, a quem chamou de golpista.

Fora Temer! Ou não...
O ex-presidente Lula e o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, também estavam lá de cabeça baixa diante de Michel Temer,  presidente da República legitimado pela constituição e por todos os ministros presentes, inclusive Carmem Lúcia. Lula e Pimentel, ambos investigados e prestes a serem condenados na Lava jato, também chamavam Temer de golpista.

Sua figura pareceu diminuta e humilhada diante das autoridades que reconheceram a legitimidade constitucional do processo que conferiu à Temer o posto de chefe de Estado. A imagem de Caetano, lá cantando o Hino Nacional, de cabeça baixa, diante de Temer, é tão simbólica e contraditória quanto o próprio cantor, que costuma defender seu argumentos alegando que tudo tem que ser de um jeito. Ou não.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget