\imprensa Viva
.

Após perder foro privilegiado, Dilma é incluída em inquérito de 2014 pelo MPF de Brasília


Nem bem perdeu o direito a foro privilegiado, a ex-presidente Dilma Rousseff já se tornou alvo de um inquérito no Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal. A justiça de Brasília resolveu incluir a petista no inquérito civil aberto para investigar se houve prática de improbidade administrativa nas chamadas pedaladas fiscais de 2014. O caso está com o procurador da República Ivan Cláudio Marx, que não podia investigar Dilma em razão do cargo que ela ocupava. Com o impeachment, essa barreira não existe mais. Dilma deverá ser ouvida em breve.

Embora a petista tenha comemorado uma decisão do procurador da República Ivan Cláudio Marx, que em julho, arquivou a investigação criminal sobre as pedaladas de 2014. No processo de impeachment, Dilma foi acusada de pedaladas fiscais ocorridas em 2015, relativas ao Plano Safra, e não as de 2014.

Apesar de ter arquivado a investigação criminal sobre as pedaladas de 2014, o procurador deu continuidade ao inquérito civil por entender que houve improbidade. Até agora, a investigação envolvia ministros, servidores e diretores de bancos públicos que trabalharam com Dilma, mas não a ex-presidente, em razão do privilégio do foro que agora foi extinto. A decisão foi confirmada nesta sexta-feira, 02.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget