\imprensa Viva
.

AGU anuncia acordo de delação com agência que fraudou a Caixa. Camila Pitanga que se cuide


A atriz Camila Pitanga deve estar bastante preocupada com o anúncio do governo Temer divulgado há cerca de dois meses sobre a mega investigação nas contas de propaganda da Caixa Econômica durante o governo Dilma.

A Advocacia-Geral da União acaba de finalizar um parecer favorável que prevê um acordo de delação da Borghi/Lowe (atual MullenLowe), firma publicitária enrolada em contratos com a Caixa.  A atriz Camila Pitanga era a garota propaganda da Caixa e todos os seus contratos de publicidade com a agência e a Caixa receberam o status de sigilosos.

Filha do militante petista Antônio Pitanga e enteada da petista Benedita da Silva, Camila Pitanga filiou-se ao PT aos 15 anos e obteve uma série de contratos secretos com as administrações petistas durante os governos de Lula e Dilma.

Os valores recebidos pela atriz para protagonizar comerciais da Caixa Econômica Federal são mantidos em sigilo até hoje. Segundo a direção do banco, os contratos firmados com a musa dos juros baixos receberam sigilo total, com o status de informação "estratégica", seguindo os mesmos moldes dos financiamentos feitos pelo BNDES durante os governos petistas. É dinheiro do povo, mas o povo não pode saber quanto, como e onde foi parar.

Durante a 11ª fase da Operação Lava Jato, batizada de "Origem", a Polícia Federal (PF) informou que encontrou vários indícios de irregularidades em contratos publicitários da Caixa Econômica Federal (CEF).

Onde não há transparência, sobra desconfiança. Em alguns casos, os gastos em publicidade feitos pela Caixa aumentaram em até 6.000% nos últimos anos do governo Dilma. Fatos revelados pela Polícia Federal durante a 11ª fase da Operação Lava Jato apontam que a agência de publicidade Borghi Lowe pagou propina ex-deputado do PT, André Vargas, para obter vantagens em contratos da Caixa e outros órgãos públicos. Os repasses teriam sido feitos a duas empresas controladas por Vargas e seu irmão, a LSI e a Limiar.

Na deflagração desta fase da Lava Jato, Ex-deputado do PT, André Vargas foi preso pela PF em condomínio em um condomínio de alto padrão na zona sul de Londrina, no norte do Paraná.

A madrasta de Camila Pitanga, a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ), também está sob suspeita. a petista foi alvo de um pedido de quebra do sigilo bancário e fiscal, além do bloqueio dos bens da deputada, até que seja ressarcido o valor de R$ 32.094.569,03, referente ao dano causado ao patrimônio público pegou muita gente de surpresa.

Segundo a denúncia do MPRJ, as irregularidades foram detectadas na execução dos projetos sociais Mulheres da Paz, Protejo e Peus – Espaços Urbanos Seguros, realizados entre 2008 e 2011. Para esses projetos foram destinados R$ 32.094.569,03 para instrução e profissionalização de mulheres e jovens, além de melhorias urbanísticas em comunidades carentes.

No ano de 2003, Benedita da Silva (PT), havia recomendado a contratação de uma ONG Amebras (Associação de Mulheres Empresárias do Brasil no Estado do Rio de Janeiro), que tinha como padrinhos Antônio Pitanga (marido de Benedita) e sua filha, Camila Pitanga (enteada de Benedita). Foram feitos repasses milionários na época, todos indicados pelo Ministério da Assistência Social, comandado na época por Benedita da Silva (PT).

Boazinha, Camila recentemente um publicou um artigo no site petista Brasil 247, onde admite sua decepção com a corrupção sistemática e endêmica do PT no episódio do mensalão:

"Quando foi deflagrado o escândalo do mensalão, sofri uma das piores decepções da minha vida. Foi quando realizei que o tal propagado pragmatismo político era costurado por uma trama densa, suja em corrupção sistemática e endêmica... Foi um choque que levei meses pra conseguir digerir. E ainda não terminei. Daí tomei uma decisão (de que não me orgulho, mas que fazia sentido para mim): nunca mais participar de campanhas políticas PARTIDÁRIAS". afirmou a atriz demonstrando certo cinismo. Mesmo admitindo a bandidagem do partido, permaneceu fiel ao PT e se beneficiou dos contratos "secretos" que ganhou dos governos petistas de Lula e Dilma.

Camila Pitanga agora teme que as investigações determinadas pelo governo possam tornar públicas as informações sobre os valores que recebeu da Caixa Econômica para ser a "Musa do Juro Baixo", mais uma obra de ficção do governo Dilma.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget