\imprensa Viva
.

OEA apoia democracia do Brasil e qualifica Venezuela como uma ditadura violenta


Durante sua campanha internacional para difamar o Brasil,  PT entrou com um recurso junto à OEA. denunciando que estava em curso no Brasil uma espécie de golpe parlamentar contra a ex-presidente Dilma Rousseff. A estratégia não colou e a entidade acabou manifestando a convicção de que os direitos democráticos no país são plenamente obsrvados, ao contrário da Venezuela defendida por Lula e Dilma.


 "Os brasileiros devem estar orgulhosos do exemplo que estão dando ao mundo por sua capacidade de contrariar o poder político e empresarial, de atuar sem dois pesos e duas medidas."

A avaliação é do diretor-executivo para as Américas da Human Rights Watch, entidade de defesa dos direitos humanos com sede em Washington, José Miguel Vivanco.

O diretor-executivo, que está no Brasil, "não vê futuro" na ação do PT na Comissão de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos), denunciando um "golpe". — Nunca o caracterizamos como golpe nem o faremos. O Brasil enfrenta uma crise política muito profunda e lida com ela dentro do quadro constitucional. Os aspectos técnicos de Orçamento não são nossa especialidade, e a discussão tem aspectos jurídicos e políticos, mas, de acordo com a Constituição, quem tem esse dever é o Congresso, e a maior evidência de que o processo está sendo conduzido de forma constitucional é que a presidente Dilma Rousseff compareceu nesta segunda-feira e está fazendo sua defesa. Para Vivanco, que acompanha de perto as ações na Comissão da OEA, em Washington, a ação do PT "não tem base jurídica, mas reflete a reação previsível de um partido político prestes a perder poder e que se utiliza de todas as instâncias e canais a que possa ter acesso".

O especialista acrescentou: "O Brasil está dando lições valiosíssimas a esta região, ao mostrar a importância de ter um Poder Judiciário independente, que exerce suas missões e defende seus foros à margem de cálculos políticos oportunistas".

Enquanto isso, na Venezuela de Maduro...

A secretaria geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) qualificou nesta terça-feira, 31, o governo venezuelano de "ditadura" e denunciou o "recrudescimento da repressão" aos opositores antes de uma grande manifestação contra o presidente Nicolás Maduro, nesta quinta-feira.

Maduro acusa a oposição de planejar um golpe de Estado e ameaça mandar seus dirigentes para a prisão se eles incitarem atos de violência no protesto.

Segundo o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, tais fatos "fazem parte de uma ação sistêmica apoiada em mecanismos de repressão do Estado que violam" as liberdades dos venezuelanos.

"Isto contradiz completamente os princípios e valores democráticos e definem o governo da Venezuela como uma ditadura", assinalou Almagro, que pediu a Caracas que permita a manifestação "na mais ampla base de liberdade".

A secretaria-geral da OEA denunciou o "recrudescimento da repressão" contra opositores na Venezuela e informou ter "recebido denúncias que revelam o aumento da repressão e das violações dos direitos humanos".

"Se pretende criminalizar o protesto, se ameaça inabilitar partidos políticos, se criminaliza a atuação de deputados da Assembleia Nacional e ativistas da sociedade civil".

Estas ações "deixam sérias dúvidas sobre o interesse do governo venezuelano em um diálogo sério e construtivo para se superar a crise na Venezuela".
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget