\imprensa Viva
.

Dissimulada, Dilma sabe que pagou pouco por ter roubado, mentido e destruído a economia do país


Após representar o papel de mulher durona, de gestora arrogante e de chefe de Estado prepotente, Dilma Rousseff interpreta agora seu último ato no espetáculo de mediocridade exibido ao longo de seus últimos meses como presidente efetiva e como presidente afastada.

Neste ato derradeiro, Dilma tenta incorporar o papel de vítima das circunstâncias, apontando um complô inexistente formado pela mídia, por um presidente da câmara deposto e por seu vice. Dissimulada, Dilma sabe que a fatura que lhe é cobrada agora é bem menor que o estrago que causou na vida de milhões de brasileiros e na economia do país.

Em seu íntimo, Dilma sabe que as consequências por seus atos são acentuadamente brandas, tendo em vista que roubou, mentiu e agiu de forma inconsequente quando estava no comando do país. Apesar de todo o mal que causou à nação, Dilma ainda foi tratada com respeito e dignidade pelas instituições e teve todos os seus direitos respeitados.

O Brasil é um país generoso e a democracia brasileira é um reflexo da generosidade de seu povo. Os membros do PT reclamam pelo fim trágico da trajetória de seus líderes e afirmam que a democracia brasileira ainda não amadureceu e corre risco, após a cassação do mandato do Dilma.

O fato é que as elites, os meios de comunicação e o povo, através do voto democrático, permitiram que um homem de origem humilde, sem nível superior ou domínio do próprio idioma chegasse à Presidência da República do Brasil. Na sequência, as elites, os meios de comunicação e o povo também permitiram que uma mulher, ex-guerrilheira e sem nenhuma experiência política também alcançasse o mais alto posto político da nação. Isso não seria possível nem mesmo nas maiores democracias do mundo, como nos Estados Unidos, França ou Alemanha, onde o perfil técnico e a comprovada capacidade de gestão são requisitos básicos para qualquer candidato.

Em discurso de defesa no senado, Dilma posou de vítima com a velha ladainha da prisão, de um câncer que pôde tratar no melhor hospital do Brasil e disse: 'Hoje eu só temo a morte da democracia'

A ingratidão dos integrantes do PT, de Lula e de Dilma para com o povo brasileiro e para com a democracia do país é algo absurdamente assustador. Apesar de desqualificados, e agora se sabe, desonestos e incompetentes, puderam contar com a confiança do povo e das instituições do país durante quatro eleições. Mas no lugar de esforçar ao máximo para retribuir a confiança que receberam, preferiram roubar, mentir e pilhar o patrimônio público.

Muitos atribuem a generosidade do povo brasileiro à sua boa índole. Outros, atribuem o excesso de confiança à burrice. Seja uma coisa ou outra, o fato é que Lula, Dilma e toda a esquerda brasileira exploraram tais características do povo usando de extrema má fé.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget