linkaki

Dono do site Brasil 247 é levado pela Polícia Federal na Operação Custo Brasil da Lava Jato



O diretor do site Brasil 247, Leonardo Attuch, foi alvo da Operação Custo Brasil, 31ª fase da Operação Lava. O blogueiro que é financiado pelo PT foi alvo de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento, na manhã desta quinta-feira, 23. Além do blogueiro, os agentes da Polícia Federal cumprem outros 64 mandados judiciais, entre eles está a prisão preventiva do ex-ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

A Operação Custo Brasil é um desdobramento das duas fases da Lava Jato, a “Pixuleco” e ao Pixuleco 2”, deflagradas em agosto de 2015. Na ocasião, Attuch foi citado pelo lobista Milton Pascowitch em delação premiada. O delator acusou a Editora 247 (comandada pelo jornalista) de receber propinas para apoiar editorialmente o PT. O depoimento fez com que o Ministério Público Federal pedisse a prisão temporária do aliado do PT na internet.

A Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão na editora 247, que publica o site de notícias Brasil 247. Às vésperas do impeachment, Dilma firmou um contrato de 2,1 milhões com o site do  Leonardo Attuch, O procurador Andrey Borges também explicou que Leonardo Attuch recebeu propina do esquema da Consist, por indicação de João Vaccari Neto. "Ele recebeu valores sem ter prestado serviços.", afirmou o procurador.

Informe seu Email para receber notícias :